terça-feira, 30 de maio de 2017

JOELMA ROQUE


Joelma, li algo no Blogger, escrito por Henrique Risques Pereira, a quem não conheço, mas que me pareceu ter sido escrito por mim... Ah, como eu realmente gostaria de ter sido eu... Leia:

"Foi assim neste jeito de não saber o que estava fazendo que procurei o teu encontro pelas esquinas da vida, no encontrão de tudo e de todos, que te encontrei..."

E como eu gostei que aqui ficasses...

Somewhere over the rainbow
Way up high
There's a land that I heard of
once in a lullaby
Somewhere over the rainbow
Skyes
And the dreams that you dare to dream
Really do come true

Someday I'll wish upon a star
And wake up where the clouds are far
Behind me
Where troubles melt like lemon drops
Away above the chimney tops
That´s where you'll find me

Somewhere over the raibow
Bluebirds fly
Birds fly over the rainbow
Why then, oh why can't

If happy little bluebirds fly
Beyond the rainbow
Why, oh why can't.


E. Y. HARBURG

,

Um comentário:

Ateliê Tribo de Judá disse...


Rangel você sempre surpreende.

Um dia o projeto de artista esbarrou com a poesia, afloraram os sonhos mais lindos mesmo num mundo tão caótico , a realidade será sempre cruel mas nunca deixarei de vislumbrar o arco-iris que você me mostrou e eu toquei.

https://www.youtube.com/watch?v=p3VgV31vmUE

Obrigada e um brinde à vida e tudo que há de bom e verdadeiro.
Beijos.

Joelma Roque