domingo, 15 de julho de 2018

ESTE CAMINHO




é este o caminho
que tenho percorrido
por toda
a minha vida.

é esta a estrada
que parece nunca ter fim,
nunca se acalmar.

foi tão fácil encontrá-la.
bastou seguir os rastros
que seus doces olhos deixaram.

foi só seguir tudo o que sempre
me ensinastes,
tudo o que eu sempre quis...



7 comentários:

Graça Pires disse...

Como disse o poeta António Machado: "não há caminho. O caminho faz-se caminhando…" E o caminho que este belo poema aponta, tem o rastro de um olhar inesquecível…
Muito belo!
Uma boa semana, meu Amigo.
Um beijo.

Alfredo Rangel disse...

Graça, nada pode ser mais motivante para mim do que ler um comentário como este. Para quem ama a poesia e gostaria muito de ter metade do teu talento, tuas palavras são o maior incentivo. Vc é uma mulher admirável... Grande beijo para você. É uma honra enorme poder falar contigo...

Pedro Luso disse...

Amigo Alfredo, parabéns por esse belo poema. Todos nós temos uma estrada a percorrer, às vezes, como o poema do Drummond encontramos uma pedra no caminho.
Uma boa semana,
abraço
Pedro

Alfredo Rangel disse...

Amigo Pedro, você, sempre amigo, me honra com seu comentário, que agradeço muito. Generosas, suas palavras nos incentivam a buscar sempre a palavra que agrade, que caiba com elegância no que se escreve. Agradeço a quem tem bagagem como a sua, poeta de primeira linha. Grato, Pedro. Do fundo do meu coração.

Tais Luso disse...

Olá, Alfredo, lendo esse teu belo poema veio, imediatamente, em minha mente a linda canção cantada pelo Sinatra, My Way - (meu caminho)!
Nossos caminhos, nós escolhemos, aprendemos a fazer...

é este o caminho
que tenho percorrido
por toda
a minha vida.


Beijo, meu amigo, uma ótima semana.

Valéria disse...

Caminhos únicos,
escolhas únicas.
com acertos e erros.
Gostei muito Rangel!
Valéria

Alfredo Rangel disse...

Tudo o que eu sempre quis... Valéria.