sábado, 18 de maio de 2019

MARCHA




Os dias se sucedem,
religiosamente,
e o passado se engrandece no tempo.
A memória se afasta,
veloz:

Quem pode, afinal, deter a verdade...


quarta-feira, 3 de abril de 2019


MARIELI  ADRIANI  BECKER




Eu queria morar embaixo de uma cerejeira.
Protegida pelo tom, contra toda distância,
morar na curva da planta, na sua imperfeição,
no coração úmido da pétala.




sexta-feira, 1 de março de 2019

DÚVIDA



Por quê buscar no
vértice desta
sombra
o que perdi em
dia tão claro!?




quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

STANLEY MENEZES


Ela é rara, moço,
rara do tipo 
que não se encontra 
perdida por aí,

Rara,
quando escolhe Jobim
durante a noite para ouvir,

Tão rara,
que com um único sorriso 
também te faz sorrir,

Ela é rara, moço,
do tipo que fica
até mesmo
depois de partir.





quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

FERNANDO FABIÃO


Escrever, tecer um anel
em redor das coisas.
A tinta prolonga
o sangue,
consome o saber das sílabas.

Com um pé na forma
e outro na errância,
navego no coração do vento.

Respiro no milagre
dos gestos íntimos e graves.

Faço do espanto
a regra e o sinal.

Talvez adormeça
encostado ao azul,
na mais pura ignorância da morte.





sábado, 9 de fevereiro de 2019

PERPÉTUA



um toque sutil...
leve e fugaz arrepio...
olhos cerrados...
um silêncio ensurdecedor...
lembranças e desejos
soltos...
o céu e o tremor
na pele...
o envolvente calor...

... Você!


quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019


O  ANJO  PERPLEXO

AMALIA  BAUTISTA



Nunca houve deus, nem virgens, nem santos,
nem ícone que proteja, nem oração que console.
Nunca houve milagres ou prodígios,
nem salvação da alma ou vida eterna,
nem palavras mágicas, nem bálsamo eficaz
contra a dor que nunca cicatriza,
nem luz do outro lado das sombras
nem saída do túnel, nem esperança.
Só nos acompanha nessa travessia
um anjo perplexo que suporta
como nós a mesma penosa vida.




sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

INFÂNCIA - GUILHERME DE ALMEIDA



Um gosto de amora
comida com sol. A vida
chamava-se  "AGORA"



terça-feira, 29 de janeiro de 2019

DIFERENTE!



diferente este amor.
são toques marcantes,
sublimes, verdadeiros
segredos  ousados,
distâncias
e
presenças.
diferente
íntegro,
verdadeiro
sou o que te quero!



domingo, 27 de janeiro de 2019

OS POEMAS NÃO ELIMINAM A DOR


LUIS  FELIPE  PARRADO




Quando os males são físicos,
podes por gelo
sobre a zona afetada,
tomar um analgésico mais forte.
Mas se as dores
forem as da alma,
procura antes o suave triunfo do silêncio,
a companhia sempre amorosa da noite.
Uma canção de John Cale também pode ajudar,
mas não um poema,
não os poemas.
Os poemas não eliminam a dor, acariciam-na.
Não te iludas:
Não os poemas.






sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

VOCÊ CONHECE OLGA SAVARY?




Ah, derramar-me inquieta sobre o mar
-ser onda indefinidamente-
esperar pela primeira estrela
e dela ser apenas
espelho.


quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

DISTANTE VOCÊ




Amo esta terra distante que mora tão
perto de minha alma,
como amo minha vida e
teu sorriso.
Amo esta terra que, distante, se esconde
em minha alma.
Aquela que carrego comigo,
a que jamais deixarei.

Esta terra onde o amor permanece:
eterno...

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

POESIA LINDA DE AUTOR QUE NÃO CONHEÇO




Gostava de te mostrar
o meu labiríntico arvoredo ou
a sinfonia de meus canteiros;
levar-te ligeiro pela mão
numa manhã deslumbrada de sol
-Vês? - aqui a gravidade das camélias,
ali, os pirilampos, infinitos.
Haveria poços e covis de lobos
(portas inteiras de escuridão sonora)
mas também tulipas e girassóis
e rios, entornados em cascatas,
e as folhas leves de doces ventos.
Gostava de te mostrar
o meu jardim de dentro
(pétalas e pássaros, odoríferos, habitando
a nudez cava dos troncos)
Gostava - mas uivam os lobos
- Tu assustas-te.





quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

VIRÁ... BREVE!


Que ela venha assim. Tão
silente que nem me
desperte,
com aquele sorriso claro
que só as manhãs de abril
conseguem traduzir.
Que venha carinhosa,
e meiga, e pura.
Que chegue acompanhada
daquela melodia,
terna e mágica...
Sorriso cheio de luz.
Coração tão amplo quanto
o mundo.
E que me leve
para o lugar que nunca
sonhei...




terça-feira, 1 de janeiro de 2019



ANO  NOVO

CHICO  BUARQUE  DE  HOLANDA



O Rei chegou
e já mandou tocar os sinos
na cidade inteira
é pra cantar os hinos
hastear bandeiras
e eu que sou menino
muito obediente
estava indiferente
logo me comovo
pra ficar contente
porque é ano novo

Há muito tempo
que essa minha gente
vai vivendo a muque
é o mesmo batente
é o mesmo batuque
e que já viu de pé
o mesmo velho ovo
hoje fica contente
porque é ano novo

A minha nega pediu um vestido
novo e colorido
pra comemorar
eu disse:
finja que não está descalça
dance alguma valsa
quero ser seu par
e ao meu amigo que não vê mais graça
todo ano que passa
só lhe faz chorar
eu disse:
homem, tenha seu orgulho
não faça barulho
o rei não vai gostar.

E quem ficou cego veja de repente
todo o azul da vida
quem estiver doente
saia na corrida
quem tiver presente
traga o mais vistoso
quem tiver juízo
fique bem ditoso
quem tiver sorriso
fique lá na frente
pois vendo valente
e tão leal seu povo
o rei fica contente
porque é ano novo.


Parabéns, Chico. De um dos seus amigos "que não vê mais graça"