quarta-feira, 18 de março de 2015

Ausência



fazia muito frio naquela noite,
de notícias vagas e
ventos cortantes.
faziam falta teus olhos negros,
brilhantes,
que, por instantes, pareciam
se fazer presentes...

a escuridão, lá fora,
impenetrável.
era a razão, talvez,
da tua ausência...

era melhor pensar assim!






ilustração obtida em iplay.com.br

6 comentários:

Valéria disse...

Poeta,
um poema simples, como as coisas mais simples da vida.
Palavras simples, sentimentos simples para uma palavra tão grandiosa: Saudade...
Gostei,
Valéria

Graça Pires disse...

Na escuridão sempre se encontra o brilho de um olhar aberto aos alarmes da melancolia...
Muito belo.
Um beijo.

DMulheres disse...

Lindo poema.

Bjos, Sheyla
http://blogdmulheres.blogspot.com.br/2015/03/lingerie.html

© Piedade Araújo Sol disse...

sim, era melhor pensar assim.

melancólico e tão terno.

bom fim de semana.

beijo

:)

Vivian disse...

..."Ausência"

e saudades....

simples assim!

Nádia Santos disse...

As vezes é melhor procurarmos justificativas para que certas ausências doam menos...
Xero