domingo, 2 de julho de 2017

A ILHA


esta ilha rodeada de nada,
a última do mundo,
da vida...
isolada, fria, tão distante...
difícil lembrar
como aqui vim parar...

foi excesso de amor
ou descaso,
talvez!!!




2 comentários:

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Rangel.
Um belo questionamento.
Tanto o amor quanto o desamor podem nos levar à ilhas desertas.
É tão imperceptível o caminho que quando vemos estamos lá.
O desamor quando nos transporta para "ilhas, é um convite à depressão, infelizmente.
Parabéns.
Beijos na alma.

Graça Pires disse...

Somos uma ilha cercados por nós mesmos...
Uma boa semana.
Beijos.