quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Te peço amor !


Te peço amor !

Teus olhos,
espelhos de uma alma mágica,
sugaram a minha vida
em tempos de paixão.
- e eu só te pedia amor -

Os mesmos olhos voaram,
sempre colados aos meus,
em céus de doces
cumplicidades.
- e eu só te pedia amor -

Como sombra em tarde
tórrida, rigor de verão.
Como água fresca da fonte,
não nos faltava a paixão
dos escolhidos.
- e eu só te pedia amor -

Chuvas fortes, frias,
catastróficas,
desviaram nossas rotas.
Caminhamos, agora,
em cardeais opostas,
arrastados pelo orgulho.
- a quem vou pedir amor? -

3 comentários:

Serena Flor disse...

Sempre que por aqui apareço, fico encantada com teus poemas meu querido!
Adoro de verdade o teu cantinho poético!
Mil beijos e ótima noite!

Mulher na Janela disse...

De uma beleza tranquila, de poros sempre abertos para as novas descobertas!

Um beijo e um obrigada por suas gentis palavras!

Iara

Toninho Moura disse...

Os olhos que me olham sabem que eu sou... Me conta?