domingo, 27 de dezembro de 2009

Vitorino Nemésio

Um fio de asas
(Vitorino Nemésio)

Quando penso no mar, o mar regressa
a linha do horizonte é um fio de asas
e o corpo das águas é luar;

De puro esforço, as velas são memória
e o porto e as casas
uma ruga de areia transitória.


Ilustração: catedral

12 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

O poema é lindo, mas, passei para lhe desejar um Ano Novo cheio de realizações. Saúde e sucesso sempre.
Abração

Nanda Assis disse...

q lindo. vontade de ta na praia.

bjosss...

Helena Figueiredo disse...

Carissimo poeta,
a palavra aproximou-nos, neste ano que agora termina.
As maiores felicidades é o que lhe desejo no Novo Ano prestes a começar.
Helena

Sonia Schmorantz disse...

Receita de ano novo 
de Carlos Drumond de Andrade
 

Para você ganhar belíssimo Ano Novo 
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, 
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido 
(mal vivido talvez ou sem sentido) 
para você ganhar um ano 
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, 
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; 
novo 
até no coração das coisas menos percebidas 
(a começar pelo seu interior) 
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, 
mas com ele se come, se passeia, 
se ama, se compreende, se trabalha, 
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, 
não precisa expedir nem receber mensagens 
(planta recebe mensagens? 
passa telegramas?) 
 

Não precisa 
fazer lista de boas intenções 
para arquivá-las na gaveta. 
Não precisa chorar arrependido 
pelas besteiras consumidas 
nem parvamente acreditar 
que por decreto de esperança 
a partir de janeiro as coisas mudem 
e seja tudo claridade, recompensa, 
justiça entre os homens e as nações, 
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, 
direitos respeitados, começando 
pelo direito augusto de viver. 
 

Para ganhar um Ano Novo 
que mereça este nome, 
você, meu caro, tem de merecê-lo, 
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, 
mas tente, experimente, consciente. 
É dentro de você que o Ano Novo 
cochila e espera desde sempre.

Que em 2010 Deus o abençôe com saúde, paz, muito amor e um bom trabalho!
abraço

Graça Pereira disse...

Depois de tudo, o melhor das nossas vidas, encontra-se no coração dos nossos amigos.
Um 2010 MUITO FELIZ!
Um beijo carinhoso
Graça

EDUARDO POISL disse...

Para você,
Desejo o sonho realizado.
O amor esperado.
A esperança renovada.
Para você,
Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.
Todas as músicas que puder emocionar.

Para você neste novo ano,
Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
Que sua família esteja mais unida,
Que sua vida seja mais bem vivida.
Gostaria de lhe desejar tantas coisas...
Mas nada seria suficiente...

Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.
Desejos grandes...
e que eles possam te mover a cada minuto,
ao rumo da sua FELICIDADE!!!

Abraços com todo meu carinho
FELIZ 2010

Anne M. Moor disse...

Rangel
Ao cerrar da luz de um ano de turbilhões, acha um tempinho para dar um passeio pelas alamedas da vida e desembocar no Life... Living..., please...

Beijos
Anne

intervalo disse...

Rangel,vim matar saudades e desejar que 2010 seja lindo nas asas da inspiração poética,eterno recomeço com amor e paixão.beijos meus.Lia...

iracema forte caingang disse...

Belíssemo poema, tudo de bom para voce.
Feliz 2010 ALMA MINHA

Vivian disse...

...poeta querido,

...hoje não venho aqui para comentar seu post,
e sim para virtualmente lhe deixar
o meu carinho e o meu abraço
desejando-lhe TUDO e NADA.

TUDO de bom,
e NADA de ruim neste 2010
que desponta com ares
de amor e paz!

e assim será!!

um beijo!

Valéria disse...

Poeta,
desejo um 2010 cheio de inspiração,
pra continuar nos presenteando com seus poemas.
Feliz 2010 - com mtos sonhos e realizações.
Com carinho
Valéria

Laurita disse...

Amigo, passei para desejar um feliz Ano Novo, com muita saúde, paz e muito amor. Beijos