quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Longas distâncias


fazia da sua arte razão
de viver, prazer possível
e eu, rabiscando poesias...
imenso oceano de léguas
distante,
apontava afinidades e
vida
e mesmo assim, juntos,
suportamos as chuvas e
noites geladas... enfim!




imagem obtida em downloads.open4group.com

5 comentários:

Nádia Santos disse...

Mesmo à distância as afinidades aproximam as pessoas. Lindo poema.

Ateliê Tribo de Judá disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jossara Bes disse...

Sempre, lindo demais o que escreve!
Poucas palavras que falam de uma história, talvez romance...enfim!
Felicidades para você!
Beijos!

Graça Pires disse...

A ausência e a presença. O longe e o perto. Versões que se completam e fazem nascer o poema.
Abraço.

ᄊム尺goん disse...

[eternizar
um
mínimo
instante]


abç