domingo, 2 de abril de 2017

VIAGEM




e quando o ocaso
persiste,
em luzes brilhantes,
a vida,
viagem teimosa, dura
ainda um instante.

é preciso o
amanhecer, mesmo
entre nuvens,
pra vida voltar,
pra vida valer.

de verdade...



3 comentários:

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Rangel.
Não importa como esteja a vida, de fato,é preciso recomeçar de onde paramos.
Nem sempre há o brilho do sol,mas no cinza do céu, também há a beleza da introspecção e seu movimento.
Gostei.
Tudo de bom.
Excelente semana de paz.
Beijos na alma.

Graça Pires disse...

Entre o ocaso e o amanhecer, a imensa memória dos sentidos a dizer que vale a pena cada viagem, cada espera...
Uma boa semana, meu amigo.
Um beijo.

Pedro Luso disse...

Olá Alfredo.
Se cochilarmos, não saberemos se a vida vale a pena.
Um abraço. Pedro