quinta-feira, 26 de maio de 2011

Sombras

Vivas,
as sombras se movimentam
vagarosamente,
cautelosamente,
como bandido à espreita
de sua próxima
vítima.
Como serpente cercando
sua presa.

Crescem enquanto a tarde
cai,
sorrateiras,
como mentiras ditas
em sussurros!


Ilustração: t3.gstatic

11 comentários:

Gisa disse...

Très noir!
As sombras sempre me intrigam...
Adorei. Um grande bj querido amigo

Nanda Assis disse...

uau q forte isso!!

bjoss...

OceanoAzul.Sonhos disse...

As sombras por si só se denunciam, deixam de ser fatais quando o sol nasce. Com a luz serão descobertas.
Sempre intensa, a sua poesia.
Um abraço.
oa.s

Anne M. Moor disse...

Rangel

As sombras contam um história por si só nénão? :-)

Adoro te ler...

bjos
Anne

Graça Pires disse...

Convocam-se as sombras para encontrar a luz...
Beijos.

Marcia disse...

Sempre encanta teus poemas bjos bom fim de semana!

Marcia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lu Nogfer disse...

Nossa que forte!!
Eu prefiro verdades em sussurros!Quanto as misteriosas sombras, ate gosto delas!Acho uma copia perfeita.Um desenho intantaneo,natural...

Fuja das falsas sombras!Das que saem do nada!Nao farao falta!Sao apenas sombras imaginarias!

Beijos,Rangel!

Sandra Regina de Souza disse...

as sombras somam! bjo

Valéria Cristina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Valéria Cristina disse...

Do coração, obrigada pelo carinho sempre.