sábado, 31 de março de 2012

Chuvas


queria mesmo saber
onde anda esta tal
felicidade...
decantada, exaltada,
falada... e tão
escondida.


estará dormindo,
aí,
no fundo deste teu
olhar?


ou distante, talvez.
em outro país,
outros olhos?


disfarçada, certamente.
longe do meu alcance.
diluída em nuvens escuras,
formando chuvas...


tão longe do meu
deserto...




ilustração obtida em: escrevercinema.com

6 comentários:

Anne M. Moor disse...

Rangel

Boa pergunta... Faça-o minha! Felicidade não uma coisa palpável mas momentos de puro ouro. É ou não é?

bjs
Anne

Gislãne Gonçalves disse...

Ando a procurá-las, mas minha busca não se resume a fracassos, vez em quando a encontrei nos momentos mais inesperados. Parece que a felicidade tem vida própria!

:)
beijos

Nanda Assis disse...

vc é demais!!!!

senti!

bjos...

Graça Pereira disse...

Quem procura...encontra!

Quem sabe por entre as chuvas de Abril, ela não escorregará direitinha ao teu coração??
Uma santa Páscoa!
Beijo
Graça

Célia Rangel disse...

Felicidade... são momentos etéreos que tentamos eternizá-los.
Abraço, Célia.

Valéria disse...

Poeta,Felicidade?
Como já dizia outro poeta: existem momentos felizes!
Por isso devemos fazer de todos os momentos os melhores...
Difícil? Talvez.
Olhe as pequenas coisas, o olhar de quem está próximo, o sorriso...
Coisas simples.
Valéria