segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Liberdade



Desafia novamente a força de teu algoz.

Não se espera do mundo carinho e proteção,
sem que seus preços sejam cobrados.
Sorria e contradiga tudo o que te pareça irreal.
Eleve tua voz.
Não há sonho sem dor prévia, 
nem castigo que não mereças.
Saia ao sol e abomine todos os falsos presentes
que recebestes...


Dá, enfim, teu grito de liberdade!!!





ilustração retirada do manifestossa.blogspot

6 comentários:

Valéria disse...

É poeta, esse grito tem que ser de dentro pra fora... primeiro.
Dificil...
mas, não impossível.
Bjinhos
Valéria

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Rangel. Um clamor por liberdade muito pertinente.
Não somos absolutamente nada sem ela.
Vida com amarras, é vida infeliz!
Parabéns!
Beijos na alma e fique na paz!

Por Amor disse...

Rangel belo poeta !!! Lindas e verdadeiras palavras ...só assim se proclama a verdadeira libertação ... Sábio amigo ...Parabéns ...com o meu abraço carinhoso Pedro Pugliese

POR TODA MINHA VIDA disse...

Rangel Também quero daqui te parabenizar ...belo texto ...Pedro Pugliese

Mara Ribeiro disse...

Liberdade essencial a alma e a vida. Lindo texto.
Bjo no coração.

Larissa Bello disse...

Obrigada pelo elogio, Rangel!

A liberdade está dentro de nós mesmos. E alcançá-la requer muito esforço e dedicação. No entanto, o mais difícil é conseguir mantê-la sem perder a própria essência perante as intempéries do dia-a-dia que sempre nos desafiarão.

Bjos