segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Sombras


Mesmo após o cair da noite,
quando a escuridão envolve
e domina
cada canto da casa,
mesmo os que guardam todos
os segredos das crianças
que lá habitam,
sobrevivem os meus parcos sonhos,
teimosos,
como se a felicidade
buscasse sempre as sombras mais 
recônditas...



ilustração obtida em afinaltodomundotemumdiadespike.blogspot

4 comentários:

Ateliê Tribo de Judá disse...

Linda poesia.
E certamente as sombras só existem porque há luz, mesmo que tênue, mesmo que breve para dar-te inspirações que tocam a alma, a minha alma.

Beijos
Joelma

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Há sonhos que perduram para além do tempo e do espaço.
Lindo sempre.

Um beijinho
Sonhadora

Dolce disse...

Vi consiglio di leggere la mia lezione di scrittura creativa "COMO ESCREVER POESIA ERÓTICA".
Saluti,
Architteto Dolce Filiberto di Savoya, PhD

John L.S. disse...

Boa construção.