domingo, 10 de novembro de 2013

Cúmplice


Cúmplice do sol, que a estas horas,
nem deu as caras,
cumpro o rito de te buscar,
revolver palavras, sonhos,
de me ver perdido,
inquieto, sonhar.

Cúmplice dos teus caminhos,
não importa a hora,
não importa lugar!



imagem obtida em ultradownloads.com.br

10 comentários:

Maria Rodrigues disse...

Somos cúmplices da vida.
Adorei a sua forma tocante e bela de escrever.
Um abraço
Maria

Ateliê Tribo de Judá disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Janice Adja disse...

Palmas!!

Eloah disse...

Olá poeta sonhador!A cumplicidade faz parte da caminhada. Nas esquinas da vida há encontros e desencontros, mas todos fazem parte da nossa história.Escrevestes lindamente! Abraços Eloah

Valéria disse...

Cúmplices, assim temos que ser, um com o outro.
Bonito poema.
Valéria

Nádia Santos disse...

Nem sempre o sol trás tudo que desejamos.... Um lindo poema Alfredo.

Jossara Bes disse...

Encantadora e terna cumplicidade!
Linda poesia!
Beijos!

Ser em construção disse...

No correr das horas
No passar dos tempos
E eu sem saber como descrever
essa cumplicidade entre você e as
palavras.

Cumplicidade pura.
Inté...

Maria Eu disse...

Todos os caminhos levam a quem amamos.

Beijinhos Marianos! :)

Vivian disse...

...beijos cúmplices,
SEMPRE!