domingo, 11 de maio de 2014

Tempestades


O encontro, marcado
há uma eternidade
não deixou de acontecer.

Nem tempestades,
nem a ira dos mares revoltos,
impediram o brilho
deste sol...




ilustração obtida em josemarialaves.blogspot

5 comentários:

Valéria disse...

Encontros e desencontros...
Que haja, sempre, mais encontros... marcados ou não...
Poeta, poema sutil, mto lindo!
Valéria

Ateliê Tribo de Judá disse...

Somente os que amam de verdade sabem o valor das tempestades.

" Adestrei-me com o vento e minha festa é a tempestade."

Cecília Meireles.

Beijos
Joelma

Rosemildo Sales Furtado Furtado disse...

Se tiver de ser, será. Nada nem ninguém impedirá. bastante profundo!

Abraços,

Furtado.

Bia disse...

Quando se quer não há tempestade que impeça o encontro ... e um encontro na tempestade faz com que pareça Verão :)

Graça Pires disse...

Um encontro pode ser sempre maravilhoso...
E até a tempestade o torna irrecusável...
Abraço.