segunda-feira, 19 de maio de 2014

Voz



Rouca e esquálida
minha voz sonha desejos
do ontem,
passados recentes,
que a ti me remetem.
Auxilia-me, ela, a te buscar,
ainda que tarde pareça,
na ânsia de ares límpidos
e frescor.

O calor me sufoca!


Ilustração: imagem obtida no youtube.com

2 comentários:

Ateliê Tribo de Judá disse...

A voz do amor sopra ventos de liberdade que não sufocam apenas fazem voar e viver sonhos.

Beijos
Joelma

Graça Pires disse...

Há sílabas recortadas na voz onde as palavras criadas são rios que debandam da nascente dos desejos...
Abraço.