sábado, 19 de maio de 2012

Feito de esperas...


E aquele tardio amor feito de esperas,
de pouco tempo,
muita distância e
muita pressa...
Nuvem que o vento,
insensível,
sopra rápido,
deselegante,
para praias distantes onde o sol
teima em não aquecer
as manhãs...

Terá sido em vão?



ilustração: images02.olx.com.br

11 comentários:

Confesso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Confesso disse...

Amado...

O amor nunca será vão e mesmo sendo distante, tardio, "é fogo que arde", aquecendo não apenas as manhãs, mas uma vida inteira.

Beijo

marlene edir severino disse...

A teimosia do sol está prestes a acabar...
(E o vento sopra densas nuvens)

Espera!

Beijo, Rangel!

Eloah disse...

Nada é em vão.Sempre haverá momentos inesquecíveis plantados na alma.Sonho lindo não se perde, guarda-se.
Bjs no coração Eloah

Anne M. Moor disse...

Amar nunca será nem terá sido em vão...

Valéria disse...

Poeta:
Ame sempre.
Não importa a distancia.
Não importa a demora.
Não importa as dores.
Ame mto e mtos.
Bjos
Valéria

Luiza Maciel Nogueira disse...

é em vãos que o homem se encontra :)

beijos

*Yamar disse...

Salve, Senhor Alfredo Rangel!!

Amar jamais será em vão. Por todos os motivos que já disseram aqui e, também, porque "Todo amor é recíproco, mesmo quando não é correspondido", não foi isto que disse Lacan?

Te admiro, Senhor, sabes. E amo o que tão linda e sabiamente escreves.
Estou com um blog novo e vou outra vez levar o "Alma Tua" para lá, pra que meus leitores possam também delirar ao te ler.

Beijos sempre encantados

*yamar do DIABLO


*Tudo será concedido aquELE que tem a mim*

Evanir disse...

Estou sentindo saudades de você no meu blog.
Sei quee muitas vezes precisamos nos afastar por razões diversas .
Linda semana beijos.
Evanir.

Graça Pereira disse...

Não há amor tardio, meu querido.Há apenas amor! Adorei o poema!
Fico à espera que o seu sol chegue à minha praia...
Beijo
Graça

Graça Pereira disse...

Não há amor tardio, meu querido, há apenas amor!
Que o seu sol chegue â minha praia...
Beijo
Graça