domingo, 27 de setembro de 2015

Deus nos lírios


RENATA  CORREIA  BOTELHO

Notável poeta Açoriana



Sinto deus,todas as noites, nos lírios
de Monet. Olham por mim,
por esta sombra incerta que morre
aos poucos comigo, cobrem
de seiva viva a escuridão da casa
e afastam os demônios
que se escondem nas frestas do sono.

Pela manhã, junto as pétalas tenras
caídas no lençol, e rezo baixinho,
com os pardais, um verso branco.




Imagem: foto da poeta obtida no Google







Um comentário:

ॐ Shirley ॐ disse...

Um belo poema...
Alfredo, abraços!