terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Quantas vezes?

Quantas vezes?

Quantas vezes o sol tem que raiar
para que se passe uma vida?
Quantas lágrimas tenho que verter
para que se tenha um oceano?
Quantas vezes devo sorrir para
ser considerado um homem feliz?
Quantas vezes devo dizer que te amo
para que você por mim se apaixone?
Quantas vezes devo mentir para que
se reconheça a minha honestidade?

Quantas vezes devo morrer para
ser considerado um imortal?

2 comentários:

Valéria disse...

Rangel,
vc, poeta, já é imortal!
Os poetas são imortais...
Com carinho,
Valéria

armalu disse...

SERAS SEMPRE IMORTAL, PARA OS QUE TE AMAREM .BJ