segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Rotina, rotina...


Rotina , rotina ...

Todos os dias sinto o perfume da saudade,
sinto a dor da ausência,
vejo o sorriso do desprezo.

Todos os dias meço a distância intransponível,
peso a tristeza acumulada,
ouço o grito do silêncio.

Todos os dias penso em você.
E o ciclo reinicia...

5 comentários:

Serena Flor disse...

Esta foi a única "Rotina" que gostei viu...rs
Muito lindo meu amigo....parabéns!
Beijo e ótima Terça pra você.

Ni disse...

O perfume da saudade arrepia até ao mais profundo pensamento! As recordações acariciam os nossos sentidos de cada vez que pensamos naquela pessoa... E isso torna-se "rotina" quando a saudade se torna também ela parte dos nossos dias...

Serena Flor disse...

Invente seu Natal!
Faça algo diferente!
Faça o melhor que puder com aquilo que tiver!
Enfeite-se, alegre-se.
Se não tem dinheiro, encha seu coração de amor! Seja a própria árvore com bolinhas coloridas e muito riso!
O calor que emana do seu abraço dinheiro nenhum no mundo
poderia comprar.
Dê um abraço, um sorriso, um te gosto, um te amo. Seja você o presente!
Um Natal de muita paz e luz pra você meu amigo! Bjs.

armalu disse...

Vou começar por aqui. e ver o teu blog , aconhecer melhor meu "amigo" novo.
Esta foi até hoje a rotina que gostei, e vou aprender a ver e conhecer. bj

Liza Leal disse...

...E o cheiro da saudade é algo inigualavel.

=)
lindo poema!