domingo, 29 de novembro de 2009

Chuva


Traz novamente a chuva
e banha com ela o brilho
destes meus olhos,
a frieza desta minha sombra e
o sol deste dia de maio.

Traz novamente a chuva,
forte,
e limpa este piso do pó.
Inunda a alma desta manhã,
de esperança,
de lágrimas, de fé...


Ilustração: imgsocioambiental.org

13 comentários:

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Lavar a alma com água da chuva é a remissão de tudo...

Bom domingo

:)

Sereia disse...

Boa tarde professor, voltei rsrsrsr...
Eu amo a chuva esse é um dos elementos da natureza q mais me fascinam....
Um beijo.

Anne M. Moor disse...

Rangel

A esperança e a fé, regadas pela chuva e por lágrimas darão sempre um alento...

Beijos
Anne

Alma inquieta disse...

Olá Rangel!

Bonito poema!

Inunda a alma de lágrimas..., nada mais apropriado para mim..., infelizmente!

Um beijo!

Giane disse...

Que venha a chuva...e com ela o lavar da minh'alma...

Beijos mil, Rangel!!!

Sereia disse...

Bom dia!!!
Desculpe pela confusão, ñ sei pq, achei q fosse porfessor, rsrsrsr...
Ok grande poeta...
Obrigado pela visita.
Um beijo grande

iracema forte caingang disse...

Ontem tomei banho de chuva na rua,voce tem razão, minha alma inunda de fé e de esperança.Eu adoro banho de chuva alma minha.
Beijão

Graça Pereira disse...

" Por vezes, como disse Goeth, o nosso destino parece uma árvore de fruto no Inverno. Ninguém diria que aqueles ramos hão-de ficar verdes e florir de novo,mas temos confiança, nós sabemo-lo".
Um beijo terno
Graça

Sonia Schmorantz disse...

Deixe que a chuva lave a alma, e que o sol depois dela faça renascer esperanças...Muito bonito!
um abraço

Sara L. Miranda disse...

Gostei muito daqui. Beijos

SONHADORA disse...

TODAS AS MANHÃS SÃO UMA NOVA ESPERANÇA....LINDO
BEIJO

ONG ALERTA disse...

Deixa limpar tudo que precisa para começar novamnete, paz.

Ariadne disse...

Adormeça envolto nos meus fios, toma minhas palavras como elixir que desperta os sentidos, como néctar que alimenta tua alma.
Beijos textuais!