quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Passam por mim


Passam por mim palavras
que nunca são ditas.
Passam sonhos jamais sonhados.
Ouço vozes dilaceradas.
Juras de amor,
talvez.
Todas as tuas verdades.
Passam por mim,
afinal,
todas as coisas
que nunca se fizeram...


Ilustração: open4groups

11 comentários:

Valéria disse...

É, poeta, sempre choramos por aquilo que não fizemos...
Essa é a verdade!
Valéria

AC Rangel disse...

Façamos, então, Valéria.
Obrigado pelo carinho.

Luiza Maciel Nogueira disse...

Daquele poema lembrei: passam por nos e nao vao sos. Bjs

Anne disse...

Rangel

Palavras... Tantas acompanhadas por atos ou não... Saudades!

Beijos e um bom dia pra ti meu poeta.

Anne

Janine Bettencourt disse...

Bom dia :)
ADORO TE LER...
Beijo do tamanho do teu coração

Vivian disse...

...passam sim palavras,
promessas, e sonhos nunca
vividos, mas ficam as
lembranças do que sentimos
em meio à farta imaginação
do que se poderia ter feito.

bj, poeta!

Gislãne disse...

Aquilo que não fizemos dói mais do que as coisas já feitas.

:*

romantic disse...

bom dia!
lindo!!!deixo te um bjo!

Valéria disse...

Obrigada, Rangel!
Farei, quem sabe?
E obrigada pelo carinho!
Valéria

Don't leave me disse...

Belas palavras.
Soul Deep.

Obrigado pela sua visita.

"Don't"

Erótica.plus disse...

Parabéns caro poeta!! Teu blog está repleto de riquezas em forma de poema. Belíssimo mesmo. Adorei. Obrigada pela visita e a resposta a sua pergunta... É sim... claro que sim. Faz parte desse lado da vida. Um grande abraço e uma ótima semana.