sábado, 6 de novembro de 2010

Visão


dá-me teus olhos
quero ver o mundo do teu jeito
deixa que brilhe o sol
preciso de luz para ver
tanto brilho
tanto espaço
tanto céu


dá-me teus olhos
os meus?
não vencem a escuridão




Ilustração: raiodeluar

9 comentários:

Lu Nogfer disse...

Lindo demais!
A saber que os "teus" vencem a escuridao!

Beijos com carinho!

Graça Pereira disse...

Diferente, mas muito bonito:" dá-me os teus olhos quero ver o mundo do jeito"... Isto é amor!
Bj
Graça

Luiza Maciel Nogueira disse...

nessa poesia a luz do olhar não deixa a escuridão vencer, a luz da poesia

beijos!

Vivian disse...

...dou-te meus olhos,
e em troca empresta-me
a tua sensibilidade!

adoro!

bj, poeta!

Gislãne disse...

Os meus também não estão vencendo a escuridão, andam cansados.


Ótima semana.

armalu disse...

Lindo!!! Lindo Poeta!!! pede os olhos de quem queres, quem sabe...também queira ver com os teus...adoro ler-te.

Luciana Cavalcanti disse...

Precisamos do olhar do outro, sempre... para enxergar!

Peço-lhe permissão para Linkar o teu "Alma Tua" no meu Blog. Posso?

Há braços! Luciana

Anne M. Moor disse...

Rangel

Os olhos do outro ou da outra é teu olhar mesmo :-)

Poema muiiiiiiiiiiiito lindo! Olha com cuidado através do poetar dos "teus olhos" que vencerás a escuridao.

Beijao
Anne

contagotas disse...

Muito, muito bonito!

bj
MariaIvone