segunda-feira, 14 de março de 2011

Ser vento...


Ser vento,
desafiar a ordem das coisas,
desfigurar os cabelos da moça bonita,
levantar o pó,

que é para onde todos voltaremos,

amainar o calor desta tarde
modorrenta,
estar em desacordo com o marasmo.

Ser vento é
gostar de renovação...
é desatinar...
... sempre!



Ilustração: t3.gstatic

22 comentários:

Anne M. Moor disse...

Ser vento meu poeta mor, é viver com os cabelos desalinhados!

beijão
Anne

Gisa disse...

Ser vento é o meu ideal...
Um grande bj querido amigo

marlene edir severino disse...

Voei daqui no teu poema de vento!

um abraço, Rangel

marlene

Vivian disse...

...ser vento meu doce poeta,
é conjugar a liberdade no
que ela tem de melhor.

nem tanto ao céu,
nem tanto à terra,
e sim no cerne das
emoções.

bjs e bjs

OceanoAzul.Sonhos disse...

Que leveza...adorei.

Abraço

OA.S

Valéria disse...

Ser vento, bem dito pelo poeta, é estar em movimento.
Sigamos o exemplo do vento, é o que deveríamos fazer, sempre!
Seu poema está leve, como o vento... que atrapalha os cabelos...
Bjinho.
Valéria

dilita disse...

Quem não desejou,mesmo só por momentos ser vento?
Ele é fascinante,invisivel e por vezes terrível...
Contudo o poeta o transforma,na beleza dos seus versos!

Grata pela vizita ao meu blogue,e
pela apreciação do texto.

Discordo do "rótulo" de modesto relativo ao seu blogue,chamo-lhe muito bom,e felicito-o pela qualidade.
Saudações,de Portugal.
Dília Maria

Nanda Assis disse...

que lindoo!! qro um vento pra despentear meus cabelos, e me dar calafrios!!

bjos...

Lu Nogfer disse...

Rangel

Entao eu diria que sou um pouco vento!

Beijos,poeta!

LadySiri disse...

A minha alma
Está armada
E apontada para a cara do Sossego!

Lindo, como sempre...

Beijos

R.B.Côvo disse...

Gostei, mais uma vez. Abraço.

Sandra Regina de Souza disse...

se invento
ser vento
sopro...
de vida
no coração!
Amei esse poema!!! beijo

Marlene disse...

ADORO O VENTO E O INVEJO POR SER TÃO MAIS LIVRE DO QUE POSSO SER,MAS UM DIA SEREI VENTO E TANTA OU MAIS LIBERDADE QUE ELE HEI DE TER,
MEU POETA QUERIDO FALAR DE POESIA É FALAR DE VENTO,SUAVIDADE AMOR SONHOS ILUZÃO EM TUDO EXISTE O VENTO,UM ABRAÇO COM CARINHO DO VENTO,,
MARLENE

Dα૨ℓ૯ท૯ Aℓ√૯ઽ....(",) ^♥^ disse...

Oiiii poeta Amado!


eu não sou vento...
Agora sou só pensamento e
estou pensando em você.
E se abrir sua janela,
eu estou chegando aí,
agora...
neste momento,
em pensamento...
no vento.....s2

Beeejo-Beeeeejoss...xeiinhu de carrinhuuu........

Darlene Alves..(",0

Marli Boldori disse...

Interessante o que o vento faz,parece que nem existe portanto até no poema ele existe.Muito belo.Um grande abraço!

Marcia Morais disse...

não sou vento...é pouco..sou ventania rs beijos poeta !

Sandra Botelho disse...

Ser vento é deixar que num sopro breve a vida nos tire todas as dores...
beijos achocolatados

Graça Pereira disse...

Ser vento...como eu gostaria!
Voltear com as folhas, dançar com as nuvens e sentir plenamente a liberdade!
Belissimo este poema que me levou a desatinar por aqui fora...
Beijos
Graça

Carmen Troncoso disse...

Que buen poema, el viento la lleva, saludos desde Chile,

Úrsula Avner disse...

Olá poeta,

o vento é força invisível que move a vida... Bonitos versos... Um abraço.

MariaIvone disse...

Semana ventosa esta!

Bjs

Safyra disse...

não tenho gostado de vento nos últimos tempos, alma tua, mas lendo seu poema acho que posso começar a senti-lo de outra maneira... exercício de liberdade!

abç de uma poeta caipira,
sílvia safira