sábado, 17 de dezembro de 2011

Carlos Ruiz Zafón


Do livro "Marina", recém editado no Brasil

"Uma bicicleta emergia lentamente da bruma. Uma menina usando um vestido branco descia a encosta pedalando na minha direção. Na contraluz do amanhecer, eu podia adivinhar a silhueta do seu corpo através do algodão. Uma longa cabeleira cor de feno ondeava escondendo o rosto. Fiquei ali, imóvel, contemplando-a enquanto se aproximava, como um imbecil com ataque de paralisia. A bicicleta parou a uns 2 metros de mim. Meus olhos, ou talvez a minha imaginação, adivinharam o contorno de pernas esguias tentando alcançar o chão. Meu olhar subiu por aquele vestido que parecia saído de um quadro de Sorolla e foi parar num par de olhos de um cinza tão profundo que alguém poderia cair lá dentro. Estavam cravados em mim com olhar sarcástico. Sorri e ofereci minha melhor cara de idiota".

9 comentários:

Solange disse...

Espero que teu domingo seja pleno.

bjs.Sol

Isabela disse...

Ótimo, agora tenho mais um livro na lista "Para Comprar". Interessante.

Anne disse...

rsrsrsrsr Rangel

O escritor deste trecho é brilhante e pinta uma imagem tão mas tão real!

Lindo. Acho que vou comprar o livro.

bjs
Anne

Evanir disse...

Querido Amigo.
Como tenho total desconhecimento referente ao livro gostaria de ter melhores informações por email senti o desejo de adquirir um exemplar.
Te desejo um lindo Domingo e uma semana abençoada .
evanir_garcia@hotmail.com
Estou aguardando.
Desde já agradeço sua atenção.
Evanir

Célia disse...

O inusitado... deixa-nos, em geral, acometidos de uma idiotice ímpar! Belo fragmento!
Feliz Natal! Abraço, Célia.

Sonia Schmorantz disse...

Façamos de nossa vida uma extensão da noite de Natal,
renascendo continuamente em amor e fraternidade.
Natal, noite de alegria, Canções, festejos, bonança.
Que seu coração floresça Em amor e esperança!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Rangel! Passando para te cumprimentar e apreciar este belo texto, fruto das tuas acertadas escolhas. O livro promete ser bom.

O Natal está chegando, mais um final de ano que aos poucos vai se aproximando, e cada vez mais forte está a minha esperança do dever cumprido neste 2011. Procurei fazer o possível para agradar, tanto com o que postei de terceiros, quanto com as ínfimas baboseiras que criei.

Hoje estou iniciando uma pausa para descansar um pouco a cuca e a carcaça, analisar os erros e os acertos, e dar uma arrumadinha no nosso humilde espaço, prometendo, se “DEUS” quiser, retornar em janeiro para dar continuidade às atividades.

Aproveito a oportunidade para apresentar as minhas desculpas àqueles que, de alguma forma, não agradei com as minhas postagens, e agradecer a todos indistintamente, amigos(as) e seguidores(as), pelo carinho, compreensão e, principalmente, pelo grande apoio que é de vital importância neste mundo virtual, esperando no próximo 2012, continuar sendo merecedor dessas ímpares e valiosas companhias. Muito obrigado de coração.

A todos, um “Maravilhoso NATAL” e um “Fantástico ANO NOVO”, não com fortuna, mas, com muitas felicidades.

“QUE 'DEUS' SEJA LOUVADO”

Arte & Emoções
Rosemildo Sales Furtado.

Solange disse...

voltando pra reler este lindo trecho de um livro, que pretendo ler inteiro ainda em 2012..
ontem, no finalzinho da noite, pude perceber que meu domingo tinha sido pleno..
afinal, faltam apenas alguns dias para o Natal!

bjs.Sol

Solange disse...

comprei o livro hoje..
agora vou fazer o que planejei (ler inteiro em 2012)..
espero que faça também tudo o que planejou...

Feliz Natal!
E que em 2012, você consiga realizar pelo menos um de seus desejos...

bjs.Sol