quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Eterna


Espero nas esquinas,
nas platéias, nos jardins,
nas ruas, rodovias,
portos, aeroportos,
nos pontos conhecidos,
ignorados também...

Espero sem pressa,
sem promessas, esperanças,
pacientemente...
irritantemente
conformado e,
se não vier, esperarei
eterno, eternamente...



ilustração obtida em not1.xpg.com.br

5 comentários:

teca disse...

Supreendentemente eterno!!!

Beijos e feliz ano novo!!!

Por Amor disse...

Fantástico Amigo Rangel é assim vou esperando eu ...Um abraço Pedro Pugliese

Nádia Santos disse...

A espera é difícil, é dolorida... mas as vezes é imensamente prazerosa. Um abraço.

Cynthia Lopes disse...

Olhar em volta,
também
é uma opção
as vezes
as coisas estão!
bjs poeta

Valéria disse...

Poeta, esperar é uma arte!
E o eterno é longo.
Também espero... calmamente... espero!
Um 2013, lindo pra vc!
Valéria