segunda-feira, 7 de junho de 2010

Meus segredos teus


qual segredo
posso ainda guardar de ti?

qual das minhas vidas
você já não devassou
e, em cálices do mais
nobre cristal,
ainda não sorveu?

qual das minhas realidades
não são tuas realidades?

e que avesso da minha
alma
você ainda não devorou?

rasga esta folha amarelada,
desfaz este teatro de peça única,
escreve um novo poema...

Ilustração: euemeueu

18 comentários:

Mahria disse...

Novo poema? Escrevo e apago, escrevo e apago...


Meu poeta
Posso postar esse poema (com os devidos créditos, claro) la no meu blog, em resposta a uma MEME que recebi?

Bjinhos em ti
Mah

Nanda Assis disse...

nossa!! vc desta vez se superou, ficou lindo demais isso!!!

bjosss...

armalu disse...

Ler seu blog me faz sonhar, e vou te seguir acredita, em tua alma minha alma ficou suspensa tenho de voltar.bj

DairHilail disse...

lindo, lindo...os segredos que se mistuem, que se fundem, lindo...

Dair

Notas & Notícias disse...

Com certeza, vc não atreve a ser poeta, vc é um poeta nato.

Parabéns!!

Abraço

Valéria disse...

Rangel, me surpreendo cada vez que venho aqui! (mesmo sabendo que só encontrarei poemas lindos)...
"Notas e Notícias" tem razão: VC É UM POETA NATO... e escreve tudo o que precisamos ler, pensar... simplesmente nota dez...
Valéria

Anne M. Moor disse...

Rangel

Como disse alguém aqui, com este poema te superaste!

o amor liberta
abre portas
constrói pontes
vivifica a alma
acaricia corações...

Beijo
Anne

Micheline disse...

Que segredos ainda posso ter... se cada vez mais me enlaço nos devaneios desse maravilhoso sonho ...que segredos posso ter se cada vez que procuro a mim é a você que encontro. Lindo poema carissímo. Até mais.

Júlio Castellain disse...

...
Bom demais.
Abraço.
...

Mahria disse...

Meu Poeta

Postei seu (nosso) poema, quando puder vá la conferir, tem poema e tem segredos.

Adoro você!

Bejinhos
Mah

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

O amor desnuda a alma e atravessa todas as barreiras que colocamos entre ele e nosso coração.

Existe coisa melhor?

Solange Maia disse...

aos nossos amores não existem segredos...

e essa intimidade, essa proximidade, esse pertencer... ah... isso faz tudo realemnte valer a pena....

perfeito !


beijo grande

Insana disse...

Lindo seu poema nossa..

bjs Insana

Thalita Souza disse...

Quando um amor é compartilhado,tudo se torna um só,os sonhos são um só,as realidades são as mesmas,e os segredos,tornam-se parte um do outro.

Graça Pereira disse...

Dos mais lindos poemas que li aqui...
A alma desnuda-se perante o amor..Haverá mais para dar???
Entrega interrogativa e emocionante!
Adorei.
Beijo carinhoso
Graça

HM disse...

Escrever um novo poema, sem pena do anterior, atravessar a rua, nua de quem passou.
Gostei muito do seu espaço poéticco. Segui-lo-ei.
Abraço.

Gislãne disse...

quanto tempo não venho a teu cantinho...
Como sempre surpreendente
:)

. disse...

Poema lindíssimo! Versos que traduzem um desassossego encantador e profundo. Dentre eles, destaco:

e que avesso da minha
alma
você ainda não devorou?

Beijos,
Ane