terça-feira, 1 de junho de 2010

O velho

O homem pouco falava.
Peso do tempo vivido,
talvez.
Olhos fixos no chão,
cabeça baixa.
Peso do tempo vivido,
por certo.

Não precisava falar.
Sequer olhar.

Seu negacear de cabeça,
lento e resoluto desacordo
explícito,
dizia mais que palavras,
que olhares.
Dizia tudo.

Nada valera
o tempo vivido.


Ilustração: treklens

5 comentários:

Graça Pereira disse...

Os anos pesam...por certo! Mas envelhecer...nem todos envelhecem!Só aqueles que enrugam a alma... e deixam o tempo preso na raiva das rugas...Envelhece, quem já não ama...nem os outros, nem a vida, nem a si próprio...Nós é que fazemos sombra sobre o tempo vivido...
Beijo amigo
Graça

cofre de seda disse...

...envelhecer é uma consequencia,
sentir-se velho é uma opção.

e você continua ótimo por aqui!

beijos mil!

Anne M. Moor disse...

Rangel,

TUDO vale o tempo vivido! Sem ele não seríamos que somos e nem teríamos razão para continuar... Menos depressão e mais olhar pra frente e ver o sol da vida!

Bjos
Anne

gabyshiffer disse...

Pra viver a vida temos que envelhecer...
faz parte
e cada momento vale a pena
Boa tarde pra vc amigo querido
Beijos

iracema forte caingang disse...

Oi querido!! tudo de bom, sempre alma minha.
MIL BEIJOS