sábado, 4 de setembro de 2010

Se você existisse...


Falaria de noites amenas,
se você existisse.
Dos mistérios e domínios da lua e,
como todo romântico,
de infindáveis caminhadas,
de chão tão florido,
tão seguro.

Falaria de esperas eternas,
se você existisse.
De cansaços passageiros e,
como todos os incorrigíveis românticos,
de descansos.

De sorrisos honestos.
De saudades sepultas.

Mas você existe e, apesar disto,
me calo!

Ilustração: espelhoselabirintos

8 comentários:

Vivian disse...

...não te cales, meu poeta!

grite ao mundo este amor,
e deixe que o vento leve
seus ecos aos ouvídos
de quem ama o amor.

não te cales...

beijos meus!

Micheline disse...

De que valem os sentimentos; senão externalizamos, de que vale a vida;senão a vivemos.De que vale o silêncio se dentro de nós existe um vulcão de palavras, de sonhos, de amor.
Até mais.

Graça Pereira disse...

Se procuro cantar-te nas estrelas
é porque tenho sede do infinito.
Se quero que as tristezas sejam belas
É porque assim o mundo é mais bonito!

Beijo e um óptimo Domingo.
Graça

Anne M. Moor disse...

Poeta das noites estreladas...
Poeta da lua que fala
Poeta das palavras
que batem fundo!

Beijão com saudades
Anne

Dark Desire - Ynna disse...

Por acaso eu chego aqui em seu blog, e digo que foi muita sorte...
Belas palavras eu li nessa madrugada. Seus poemas são Belissimos.

beijos

Carla disse...

Este(a) "você" existe no pensamento; e vc materializou-o/a muito bem em suas palavras.


Bjos!

Luiza Maciel Nogueira disse...

ah que maravilhoso!

beijo

armalu disse...

olha eu aqui, só para te dar um beijo e te desejar o melhor que a vida tenha. tudo de bom para ti.lu