segunda-feira, 20 de junho de 2011

Me perco!



é nesta troca de passos
quase decididos, quase firmes,
que me desencontro,
que tropeço!

é nesta troca de olhares
quase apaixonados
que não te encontro...

e que me perco!


Ilustração: t2.gstatic

10 comentários:

OceanoAzul.Sonhos disse...

Por vezes é bom perdermo-nos de nós próprios, apenas permaner,alheios ao mundo.
Lindo poema.

oa.s

* Verinha * disse...

Singelo e lindo poema Rangel!

Um beijo grande em seu coração..
Verinha

Valéria disse...

Poeta, eu "me perco" sempre!
Será que faz parte? da vida?
Carinhosamente
Valéria

Gisa disse...

O bom do se perder é se encontrar ou ser ajudado por alguém a se encontrar.
Um grande bj querido amigo

Anne M. Moor disse...

Rangelllll

Perder-se pode até ter um sabor interessante... :-)

beijos
Anne

Graça Pires disse...

Tantas vezes me perdi dentro de mim. Tantas vezes te encontrei sem te esperar...
Beijos.

Marco C. Leite disse...

e quando deixa de ser quase, eu encontro o outro, e me esqueço...

Abraços

Gustavo Paes disse...

tropeçar nessa leitura
é se perder numa conjectura...

abraço

poesiaainda.blogspot.com

Patrícia ♥ disse...

Tem selinho pra vc no meu Blog (:

Beijoos!!

http://momentosdapathy.blogspot.com/2011/06/200-seguidores.html

Amanda Lemos disse...

Gostei bastante do Blog.
Muito interessante !

É bom ver a cada dia que passa mais originalidade nessa "blogosfera". :)

Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir..;
http://bolgdoano.blogspot.com/

Muito Obrigada, desde já !