quinta-feira, 30 de junho de 2011

Todas as batalhas


Não venci todas as batalhas.
Não venci nenhuma,
talvez...
Porisso o gosto amargo
de sangue,
na boca que sempre gritou,
marcou posição.
Não venci uma batalha
sequer,
mas ainda não abandonei
nenhuma delas...

Nunca deixa a luta
quem por nada
clama...


Ilustração: t1.gstatic

11 comentários:

Gisa disse...

Se ainda não venceste e ainda persistes, existe esperança.
Um grande bj querido amigo

Catia Bosso disse...

É isso mesmo! Tambem acredito que temos que ter sempre objetivos traçados... (bem traçados)

bjsss

Anne M. Moor disse...

Podemos não vencer, mas não desistimos dos quereres na vida...

beijo Rangel

Anne

angela disse...

Amargo, amargo e deseperançado amigo.
beijo

Malu disse...

Nenhum de nós vencerá todas as batalhas e talvez por isso é que continuemos sempre a lutar...
Abraços

Fátima disse...

Com certeza venceu muitas batalhas.
Mas a alma incalma
sempre quer mais.
Somos, todos, mais ou menos iguais.
Eu também, por vezes, sinto-me assim...
diante de batalhas inglórias.

Bom final de semana!
Com carinho
e
uma flor
rosa
de
Fátima

C. disse...

Eu acho que só o fato de estarmos lutando, já temos meia batalha vencida!

Seja bem vindo!

MARILENE disse...

Gostei muito! A luta é constante e não traz vitórias, porque cada batalha ganha é um novo recomeço.
Seja sempre bem vindo nos meus espaços, pois já vou fazer do seu um canto especial.

Bjs

Letícia Campos disse...

Se a batalha não terminou ainda a chances de vence-la... nunca fuja da batalha, nunca desista.

Gislãne disse...

continuar sempre.

:)

Bjos

p.s.: saudades do teu espaço e dos textos neles contidos, sempre inquietadores.

OceanoAzul.Sonhos disse...

A vida é uma batalha constante.

um abraço
oa.s