sábado, 23 de julho de 2011

Agosto

Chega agosto
e com ele os ventos frios,
tão secos,
tão fortes...
E incomodam, assustam,
porisso.

Chega agosto
e com ele os ventos
que assustam
como se fosse
o tal do verdadeiro
amor,
que de tão forte,
assusta...


ilustração: t3.gstatic

8 comentários:

Andreza disse...

...agosto,
ventos fortes,
amores e loucuras...
mas logo calmaria...
bjks doce ♥

Bárbara Queiroz disse...

Amor assusta, apazigua.
Como diria o poeta:
"Amor é a doença e a cura."

Abraço.

Lu Nogfer disse...

O verdadeiro amor é como os ventos de agosto, assusta e logo após contenta!

Linda poesia!

Beijos!

Be Fontana disse...

Adorei o blog, muito 10 mesmo!
Continue assim!
Uma ótima semana,
abraços&beijos
BeFontana*

OceanoAzul.Sonhos disse...

O amor, tal como os ventos frios e fortes, assustam mas aconchegam, ao mesmo tempo.

Um abraço
oa.s

Artes e escritas disse...

Eu não sabia que ventava em agosto por aí, um conhecimento a mais. Um abraço, Yayá.

Anne M. Moor disse...

Rangel

Amor são braços que aconchegam.

bjs
Anne

armalu,blogspot.com disse...

Agosto, 1 de Agosto, nos trouxe o melhor amigo ,o melhor poeta, e talvez por esse vento de que falas tu sejas como és, Beijo te adoro amigão