terça-feira, 26 de julho de 2011

Senhora do tempo

A espera se faz
Senhora do tempo,
soberana, impiedosa...
E exerce seu domínio,
caprichosa,
sistemática.
Conduz plebeus,
todos,
numa lenta agonia...
Não mais se respira.
Não se vê nada, nem fim,
apenas os olhos da Senhora...

Por todo o tempo!


Ilustração: t3.gstatic

8 comentários:

Andreza disse...

...e ela pode ser longa,curta,lenta,rápida...mas não deixa de ser eterna!!!
bjks doce ♥

Anne M. Moor disse...

Teu poetar está brilhante, cada vez melhor, mas amargo, sofrido... :-(

beijos
Anne

Artes e escritas disse...

A Senhora do tempo não para, melhor assim para todos nós. Um abraço, Yayá.

Eloah disse...

É a espera se faz Senhora do tempo e... muitas vezes leva uma vida inteira.Não é um bom caminho para empreender a nossa viagem pela vida.Grandes voos sempre estrão a nossa espera e só ter a coragem de levantar o voo.Lindo teu poema, encantou a minha alma. Um forte abraço Eloah

Gisa disse...

Olhar implacável!
Um grande bj querido amigo

Anne M. Moor disse...

É bom ver que a janela está aberta ao sol...

Lu Nogfer disse...

Um poema para refletir!

A espera é uma senhora que tem paciencia sistematicamente na medida de seu tempo.

Beijos,Rangel

Thalita Souza disse...

O tempo ,o tempo...o tempo não pára!