sábado, 8 de outubro de 2011

Páginas


Tem os olhos fixos,
desmaiados no horizonte
e já nem fala.
Esvazia-se em lembranças,
em páginas há muito escritas.

Já nem sabe se ainda guarda estas páginas
ou,
se como a vida,
melhor sería rasgá-las...



ilustração: t3.gstatic

7 comentários:

Débora Dourado disse...

Belíssimas palavras!
Voltarei mais vezes!

http://no-meu-tom.blogspot.com/

Célia disse...

... é meu amigo... com o passar do tempo... vamos desnudando-nos de lembranças, rasgando páginas que tão somente dizem à nós... já estamos em outro ciclo de vida! Reciclamos mente e coração! Abraço da Célia.

BlueShell disse...

Rasgá-las...jamais!

Lindo e singelo poema...me encantou.
Bj
BShell

Fred Caju disse...

A vida sempre está certa. Muito bom, Rangel!

Ivete disse...

As páginas é sempre bom guardar... As dores, se possível, apagar!

Abraço

MARILENE disse...

Rasgá-las seria como tirar um pedaço de nós.
Sempre lindas suas palavras.

Abraços

Eloah disse...

O tempo não teria sentido se não fossem as lembranças.A vida sempre nos dá algo lindo para se guardar.Felicidades sempre! Bjs Eloah