sexta-feira, 6 de abril de 2012

Costumes


Costumo
encostar-me a um canto,
isolar-me das coisas,
mastigar sentimentos,
calando minha
boca!


Costumo
aprender com os silêncios,
com as sombras dos olhares,
com restos de pensamentos,
até o dia
findar!




ilustração retirada de barcosflores.blogspot

5 comentários:

Confesso disse...

Costumo lêr você e gosto cada vez mais...

Eloah disse...

Querido,Feliz Páscoa! Páscoa nos lembra renascimento, recomeço e uma nova chance. Que a alegria da Páscoa invada o seu coração e o daqueles a quem ama, e faça deste momento um espaço de reflexão de amor e de paz. Bjs Eloah

castanhamecanica disse...

Saudações quem aqui posta e quem aqui visita.
É uma mensagem “ctrl V + ctrl C”, mas a causa é nobre.
Trata-se da divulgação de um serviço de prestação editorial independente e distribuição de e-books de poesia & afins. Para saber mais, visitem o sítio do projeto.

CASTANHA MECÂNICA - http://castanhamecanica.wordpress.com/

Que toda poesia seja livre!
Fred Caju

Valéria disse...

Rangel, como este poema parece comigo,kk
O blog mudou de roupa, ficou bom, parabéns.
Valéria

armalu,blogspot.com disse...

preciso aprender me ensina. beijo em tua alma