segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Mágico truque


Quando te descuidas,
e de amor te sentes plena,
vem a voz do impossível,
do acaso fortuito e,
como num truque barato,
desaparece o pombo para
em brancos lírios ressurgir.
E ainda crês nas mãos
do mágico mambembe e,
mesmo de olhos arregalados,
não compreendes onde
está a verdadeira magia...


ilustração obtida no Google imagens

4 comentários:

Carlos Souza disse...

Muito me agrada ler os teus versos, poeta.

Ateliê Tribo de Judá disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luck Charm disse...

Bonito blogue. Maravilhosas palavras. Uma boa noite. Obrigado

Luck Charm disse...

Venho agradecer ter-me adicionado,muito obrigado. A sua poesia é linda! Um beijinho. Boa semana!