domingo, 27 de setembro de 2009

Ali, lá!



O que há além deste oceano,
imenso, frio?
Além deste azul, profundo verde,
abraço, afago gigantesco.
Ali, lá onde mora o verdadeiro
dia,
toda clara alegria,
ali, lá onde já andei.

Meus pés tocaram o sonho
onde eu não soube dormir!
O que há além deste oceano,
além dos meus equívocos?


Ilustração: blogal

18 comentários:

Mahria disse...

Poeta do meu coração.

"Ali, lá onde mora o verdadeiro
dia,
toda clara alegria..." há de estar em seu coração nesse domingo e sempre.

Bjinhos em ti
Mah

Anne M. Moor disse...

Vida Rangel, vida e amor! Navega e desbrava esse 'oceano imenso e frio', mas quente e aconchegador ao nos permitir (re)andar...

Beijão

Mline disse...

Poderia te dizer tantas coisas possíveis a se encontrar logo depois de um oceano...mas direi apenas uma há VIDA a esperar por outra... capaz de tirar qualquer um da profunda espera . Bom domingo...até mais

Wanderley Elian Lima disse...

Olá poeta, obrigado por nos brindar com seus lindos poemas.
Bjs

Graça Pereira disse...

Há outro céu... amor que não se viveu...esperanças adormecidas, num poente que foram vidas!! Um beijo grande. Graça

Alma inquieta disse...

Olá Rangel!

Eu tenho o poder :=) de ler as almas!
É lindo o poema, mas muito nostálgico, aliás, como todos ultimamente!
Coincide com o teu estado de espírito???

Beijos de Portugal!

Helena Figueiredo disse...

O que há além do oceano...?
Há por exemplo alguém que vai passando por aqui, lendo os seus pequenos-grandes poemas, cheios de sentimento e beleza...
Há alguém que nos visita, quando menos esperamos, nem que seja para deixar uma saudação cordial.
Helena

Valéria disse...

Poeta, o que há além do oceano?
Além do nosso oceano pessoal?
Me pergunto o tempo todo...
E não sei a resposta...
Abraços no seu coração...
Valéria

maria disse...

MEU AMIGO, MUITO BONITO.
UM BEIJO BOA SEMANA
MARIA

Ademerson Novais disse...

ja indaguei varias vezes essa mesma pergunta..querendo verozmente sua resposta...mais ainda não a ouvi..mesmo assim não deixo de ir pergunta-la sempre que posso....sentado na areia..vendo o por belo do sol....


Ademerson Novais de Andrade

ONG ALERTA disse...

Há uma vida para ser vivida, paz.

Sueli disse...

Há beleza para quem quiser enxergá-la, há vida para quem quiser vivê-la, há paz para quem quiser sentí-la. Também poderá haver o inverso disso tudo para quem não quiser nada disso. Do lado de lá do oceano não sei, mas do lado de cá, existe também saudade ...

Anne M. Moor disse...

(...)
O que há além deste oceano,
além dos meus equívocos?"

Teus acertos Rangel, poeta brilhante! Teus acertos e café pra dois...

Beijão

Confesso disse...

Bem ao lá do oceano.. Aqui...

Vem...


Beijos sonhados...

Chris disse...

Equivocos que as palavras aplaudem como o eterno azul desse mesmo equivoco. Adorei o seu espaço
Um abraço
Chris

EDUARDO POISL disse...

Conte a sua história ao vento,
Cante aos mares para os muitos marujos;
cujos olhos são faróis sujos e sem brilho.

Escreva no asfalto com sangue,
Grite bem alto a sua história
antes que ela seja varrida
na manhã seguinte pelos garis.

Abra seu peito em direção dos canhões,
Suba nos tanques de Pequim,
Derrube os muros de Berlim,
Destrua as cátedras de Paris.

Defenda a sua palavra,
A vida não vale nada se você
não viver uma boa história pra contar."

(Pedro Bial)

Hoje passando para desejar um lindo final de semana com muito amor e carinho
Abraços

Sandra Regina de Souza disse...

Bela construção, moço! O que haverá além?... bjos

Anne M. Moor disse...

Kd vc poeta!!!!

Beijos