sábado, 13 de outubro de 2012

Cara!



Para Silas Badia


Cara! A quanto tempo a gente não se fala.
Parece mais de um século.
Até acredito que um século
não é tanto tempo assim.
Mas não para os amigos não se falarem...
É a vida corrida, eu sei.
Tantos compromissos, tanta responsabilidade.
Corre tanto a vida que a gente nem percebe.
Quando vai ver, cara, já é tarde.
Ela passou carregando todos aqueles sonhos.

Sonho, cara, é tudo aquilo que os
adultos sábios chamam de inocência, ingenuidade.
A vida, para os sábios, é
muito menos que sonhar...
É seguir uma receita de vida que,
de tão boa,
antecipa a morte!
Você, como eu nunca foi sábio, cara!

Nunca mais nos falamos, cara.
Nem vamos nos falar...



ilustração retirada do f-five.tumblr.com

11 comentários:

Por Amor disse...

Um forte sentimento e com palavras sobre a vida muito fortes ...Rangel meu caro Amigo...tenho muitos casos como estes na minha vida também Rangel pessoas que muito convivi não vejo a séculos ...e jamais as verei ...disso estou certo ...Um grande abraço amigo ...é sempre um prazer te ver ...e espero que assim seja ...Pedro Pugliese

Vivian disse...

...nem todas as pessoas que passam
pela nossa vida vem para ficar.

o gostoso dessas passagens
é quando deixam marcas
de saudades dos tempos
bem vividos.

aliás,
em cada passagem, deixamos
um pouco de nós e levamos
um pouco do outro.


isso é muito bom...

bjokas, alma linda!

Gisa disse...

Infelizmente é verdade...
Os caminhos se cruzam e se vão em direções opostas.
Um grande bj

Gisa disse...

Lembrei disso:
http://www.youtube.com/watch?v=aV99ypbCidw
Um bj

Franciele Patrícia Badia disse...

Olá ... econtrei seu blog e estava lendo seu post .. eu sou de americana e meu pai se chama Silas Badia, seria o mesmo?

abraço

AC Rangel disse...

Franciele, que bom vc ter encontrado meu blog e ter lido esta pequenea homenagem que fiz para o seu maravilhoso pai. Ele era um cara especial demais. Convivemos muito quando eramos garotos. Guardo dele a melhor impressão. A vida faz com que a gente se separe de pessoas de quem a gente jamais queria ficar distante. Teu pai era uma pessoa que eu gostaria de ter mantido contato sempre. Vc sabe que ele era maravilhoso. Um beijo pra vc, pra sua irmã e pra sua mãe. Fiquem com Deus.

AC Rangel disse...

Franciele, que bom vc ter encontrado meu blog e ter lido esta pequenea homenagem que fiz para o seu maravilhoso pai. Ele era um cara especial demais. Convivemos muito quando eramos garotos. Guardo dele a melhor impressão. A vida faz com que a gente se separe de pessoas de quem a gente jamais queria ficar distante. Teu pai era uma pessoa que eu gostaria de ter mantido contato sempre. Vc sabe que ele era maravilhoso. Um beijo pra vc, pra sua irmã e pra sua mãe. Fiquem com Deus.

Sonia Schmorantz disse...

A amizade sincera nunca é esquecida, apenas cristalizada, para um momento qualquer, seja de novo reacendida e vivida plenamente.
Um abraço

Só pra você disse...

Olá,

Adorei a tua visita querido e a tua poesia. Ela de certa forma me deixou com um sentimento que algo falta em nossas vidas, que é o tempo corriqueiro, o responsável por essas palavras tristes. Parabéns por esse momento poético. Volte sempre e deixe um comentário.

Abraços e um ótimo final de semana.


Auxiliadora Rs

Valéria disse...

Poeta, o tempo passa, e rápido, mto rápido.
Não nos damos conta, perdidos na rotina.
Seu poema me fez lembrar e pensar na música "A Lista" de Oswaldo Montenegro, música séria e real. Nos faz pensar. (essa música tem um ícone acima, por Gisa, conheço o vídeo. Vale a pena...
Carinhosamente
Valéria

Daíse disse...

Olá!!!!!

Gostei do teu canto e fiquei aqui, lendo tudo de tão lindo!!!!
Voltarei mais vezes!!!!

Beijos!