quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Águas agitadas


O vento que impulsiona as
agitadas águas deste oceano
é o mesmo que desalinha
teus cabelos, o mesmo que,
à noite, arrefece o calor dos dias
deste janeiro, o que varre 
as cidades de suas poeiras e
velhos papéis.
As águas deste oceano, agitadas,
arrastam invisíveis barcos,
para invisíveis portos, em
tão sonhadas novas terras.

Fecha-se assim o ciclo da
tão desejada felicidade...



ilustração obtida no google images

10 comentários:

Wanessa Guimarães disse...

Adorei!!!

Beijo,
www.estanteseletiva.com

Por Amor disse...

Rangel ... Você é grandioso amigo maravilhoso...Um grande abraço Pedro Pugliese

Ateliê Tribo de Judá disse...


"O porto é o lugar mais seguro para um barco, mas ele não foi feito para ficar lá; seu destino é navegar."
O livro da bruxa

Olha que a bruxa tem razão rssss
Beijos

Joelma

Sonia Schmorantz disse...

Se um veleiro
Repousasse
Na palma da minha mão
Sopraria com sentimento
E deixaria seguir sempre
Rumo ao meu coração...
Rimas, de ventos e velas
Vida que vem e que vai
A solidão que fica e entra
Me arremessando
Contra o cais..
(Jessé)
Boa noite, boa sexta-feira
abraço

BELA FLOR. disse...

Parabéns linda poesia,amei!Bjs

Zélia Cunha disse...

Oi amigo,

Tua poesia é para ser sentida. Fecho os olhos e imagens passam e no meu imaginar sinto a brisa do mar e ouço o barulho das ondas nos rochedos.
Um ótimo final de semana para você!
Beijos

LauraAlberto disse...

às vezes é o mar mais agitado que nos traz a serenidade
outras só serve para nosso naufrágio

beijinho

marlene edir severino disse...

E
de vez em quando
as rotas coincidem

Abraço, Rangel!

Corpo-Alma disse...

Encantada poeta com sua prosa e versos. Meus parabens!

Mariseven Zanon disse...

Belíssimo!