terça-feira, 20 de novembro de 2012

Quem vai roubar este sonho de mim?


Caminho e nem percebo o caminho.
Nem rostos ou carros ou cães de rua.
Nem caminho: voo, deslizo, escorrego.
Quem vai roubar este sonho de mim?
Piso nuvens perfumadas, iluminadas
nuvens. Sou imenso, imbatível.
Quem vai roubar este sonho de mim?
Distribuo coragem e força e sorrisos.
Nem caminho: deslizo, escorrego, voo.
Asas abertas, alma lavada, sou imenso.
Quem vai roubar este sonho de mim?




ilustração retirada do google images

4 comentários:

Por Amor disse...

Ninguem pode rouba-lo pois esta guardado no cofre do teu coração ...E impresso na tua Alma ...muito lindo Pedro Pugliese

LauraAlberto disse...

só nos roubam os sonhos se nós deixarmos

beijinho

Mariseven Zanon disse...

Ninguém caríssimo poeta! Voe e deslise!

Mariseven Zanon disse...

Deslize...! Se deslisar nesta escrita errada creio que não dará muito certo. Não ligue, erro e esqueço como se escreve e às vezes até esqueço de como se escrevem as palavras. Rss.