sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Não cabem no tempo


Não cabem no tempo
todos os verbos que
conjuguei,
nem toda a pressa
que o mundo tem.

Não cabem no tempo
os olhares, assim,
perdidos,
nem as vidas, assim,
vazias...


ilustração: t1.gstatic

5 comentários:

Isabella disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
LadySiri disse...

E não cabem no tempo
todos os momentos
longe de ti,
nem de ser cativa
das tuas poesias.

Lindo, lindo, lindo!

Beijos e um excelente findi.

Célia disse...

Fazer caber todos os nossos sentimentos no tempo de nossas vidas, realmente é uma arte!
Abraço, Célia.

Katiúcia Almeida disse...

Não cabe no tempo,
tudo que temos para viver...

Lindo poema!
Abraços.

Solange disse...

conjugue o verbo amar..
perca-se num olhar vazio..
e vc encontrará um tempo que não tem fim.

bjs.Sol