terça-feira, 28 de abril de 2009

Velho livro

Velho livro

O livro que escrevi , fala das virtudes.
Fala dos carinhos e dos orgulhos,
da história daqueles dias e de
romance. Fala da vida...
Dá o que pensar, faz refletir.
Redação intensa, envolvente,
Fala de vitória... E de força.
Livro denso, absorve totalmente
quem lê, quem o devora.

Passa, porém,longos dias na
memória. Como se a estivesse
ocupando, devorando.
Suas páginas amareladas, no
entanto, acabam sendo esquecidas,
mesmo tendo impressionado tanto.

Como o autor, é mensagem do
passado, texto repetido.
Deixe-o na estante.
Não vale a pena reler!

26 comentários:

Anne M. Moor disse...

Será que não vale?
Sempre vale a pena
ler de novo a vida
Refletir sobre o passado
traz pro presente a
vontade de viver
mais e mais...

Belo poema com tannnnnnnnnntas leituras possíveis... :-)
Beijos

Vivian disse...

...um livro escrito com
as tintas do viver, jamais
poderá adormecer na estante.
pois nele reside o mapa
de todas as emoções nascidas
do ser.

um beijo, meu lindo.

DIFERENTE disse...

O livro da vida ficará sempre escrito na nossa memória e, se nos portarmos bem, na memória daqueles que nos amam verdadeiramente!

Abraço

ASS: Diferente

rouxinol de Bernardim disse...

Reviver o passado vale sempre a pena! «Tudo vale a pena se a alma não é pequena!» - Fernando Pessoa.

Palma da Mão disse...

Tudo vale a pena, basta querer-mos, podemos encontrar coisas que já não fazem muito sentido, mas que um dia nos moveram de forma magnifica...
Acreditar! Faz acontecer!
Beijinhos meu amigo
Liliana

Márcia disse...

Olá!! Remerorar, reviver é importante,podemos olvidar um pouco, mas esquecer de todo, jamais!Afinal,não dizem que recordar é viver?

Abraço! Márcia Duarte

DairHilail disse...

lindo o livro...livro novo, sempre novo e não velho.

deixo-te um beijo

A garota do copo d'gua disse...

um beijo de boa semana, :]
adorei o texto como sempre os adoro!
fazer valer a pena sempre!
:*

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Rangel! Olha, É difícil de acreditar, mas, minha mulher em certos momentos já demonstrou um pouco de ciúme, devido aos cuidados que tenho para com os meus velhos livros. O livro é como se fosse uma parte de mim, pois aprendí a amá-lo muito cedo, até porque, iniciei minha carreira profissional, como vendedor de livros, e, como o bom vendedor obrigatoriamente tem que conhecer o produto que vende, antes de oferecê-los, tinha que lê-los. Recentemente fiz a postagem de "Os três amores" e "O adeus de Teresa", ambos de Castro Alves, extraidos da coleção "Poetas românticos brasileiros", edição de 1965. Portanto, vale a pena reler, pois assim, não só revivemos as emoções do passado, como também, com justiça, lembramos os seus ilustres autores.

Perdoe-me pelas baboseiras, é que me empolguei.

Abraços,

Furtado

Gabriela disse...

Guardo livros de quando era criança...que, por vezes, ainda releio!
Belíssimo poema!
Obrigada pela sua visita.
Beijo.

Mariana disse...

Velho livro... Estavas a falar sobre a vida ou foi impressão minha?

Anne M. Moor disse...

Mariana, a vida retratada de maneira ímpar por nosso amigo poeta!!

Beijo

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O mar me ultrapassa.
Mas ondas haverão de contar
Aos ouvidos que lá pousarem
Que um dia sonhei no mar.

O céu não vai se importar
Quando eu monge de meu hábito partir.
Mas estrelas enquanto restarem
Hão de lembrar
Que um dia me puseram feliz.

A terra , é fato, há de me subtrair.
Mas a árvore que me deitou raiz
E as cores
Que em meu tempo colhi
Estas eu levo comigo
Ninguém há de tirá-las de mim.

Fernando Campanella

Desejo um lindo final de semana com muito amor e carinho
Abraços Eduardo Poisl

Mline disse...

Lindas suas palavras...é sempre muito interessante se ver um pouco retratada em outras palavras que não as nossas.Voltarei..Abraço..:-):-)
MICH

Mline disse...

Bom dia..

Faces de Mulher disse...

Sempre vale muito reler...
A cada trecho que relemos sempre aprendemos...
Sempre sonhamos...
Sempre renovamos...
Sempre amamos...
Sempre a palavra relida sempre nos preenche de uma maneira diferente...
Um belo feriado...
BJKS...
Chrys
;)

Mahria disse...

Eu amo meus velho livros.
Adoro relê-los.
Cada vez q o faço, vejo algo novo, leio com novos olhos, com entendimento novo...
Nelson Rodrigues disse:
"Deve se ler pouco e reler muito"
Vale a pena sim.

Bjs
Um fim de semana abençoado.
Mahria

Ademerson Novais disse...

Nossa fui lendo os poemas..lendo os textos...me envolvendo..me ligando...me unindo...as palavras..as linhas....as emoçoes...textos que nos prende...nos abraça...nos sussurra no ouvido..os segredos tão bem guardados...segredos seus..nossos..

Adorei ter caido aqui...
parabens pelos textos..


Ademerson Novais de Andrade

Efigênia Coutinho disse...

"Velho livro"

Como você escreveu bonito estes versos contando a história do Velho Livro, que beleza de palavras em versos, adorei,
beijo de boa noite ao poeta,
Efigênia

Roberto Ney disse...

Gosto de textos densos, que desafiem minhas percepções, que embaralhem minhas idéias. É sempre bom reler aquilo que nos agrada, mas, melhor ainda, é virar a página e descobrir novas palavras e novas possibilidades.
grande abraço!
eu volto!

Fabricante de Sonhos disse...

Olá meu poeta!

Um livro escrito pelas mãso da vida...
E essa será a história que vc vai contar... Ou que alguém, um dia vai ler... Mesmo se as páginas já estiverem um pouco amareladas... Mas a história está alí e ainda vive!

E porque não reler? Para recordar, para relembrar... Para entender de um outro modo... E porque não?

Adorei o post! Muito boa a tua palavra.
Sempre é bom voltar aqui!

Tenha um ótimo final de semana!

Beijo meu...

Milla

poliana disse...

Imortal...

Nada que impressionou, vibrou, alegrou pode ser esquecido, mas sempre relembrado com carinho e com gosto de quero mais...
Vale apena ter de novo, ler e reler... Sempre...

beijo....ma

E o pensamento voa... disse...

Caro Rangel,

Lindo poema!
Triste, mas muito lindo!

Os livros bons são para serem lidos, relidos, manuseados e guardados na mesinha de cabeceira, pertinho da gente, para consulta sempre que der saudades...

Um abraço,

Neli

Raquel disse...

Obrigada pela visita!
Muito conhecer seu blog e os textos que aqui encontrei.

Besitosss
Quel

gislane disse...

amei seu blog...por isso vou virar uma leitora...
bj...

João Ferreira disse...

Certo autor disse que o mais importante é reler os livros. Contudo, parar reler, é necessário ter lido uma vez.

Abração,

João