quinta-feira, 2 de abril de 2009

Sonhar, sempre...


Sonhar, sempre...

Vagar por teus olhos, por noites escuras,
praias desertas, um frio de cortar...
Subir por tua boca, escalar tua voz,
me perder no deserto, não desanimar...
Sofrer por tuas mãos, dedicar-te
um sonho em rara noite de paz...
Morrer por tua alma, eternamente,
docemente, definitivamente...
Arrastá-la aos meus pés,
ser imortal...


9 comentários:

Anne M. Moor disse...

You're back!!! :-)

Que lindo sonhar esse! Que poema estupendo numa noite de luar clara.

Adorei a imagem tbm. Janelas... Tenho uma 'coisa' com janelas!

Beijos

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olha Antônio, gostei bastante, muito belo poema. Parabéns pela profundidade do mesmo.

Abraços,

Furtado.

Márcia Justiniano disse...

Vagar até encontrar
Nos teus olhos
O calor e a luz
Não desanimar até encontrar
No sonho
A paz
Doce e imortal...

Bjs

Mariana disse...

O senhor também gosta de Beatles?
Eu lembro que eu pegava os cds do meu pai e escutava baixinho pra ele não perceber que os tinha pego, e depois colocava no mesmo lugar.

Há mais pessoas com 15 anos que gostam de poesia, até conheço alguns, mas têm vergonha. Não sei o porquê... Vergonha de admirar o que é belo? Coisa estranha.
Poesia pra mim faz parte da vida, é algo que completa, que me faz querer explodir ao ler cada verso, me imaginar dentro de uma história,e sonhar.
A felicidade sempre esteve ao meu alcance, mas nem sempre consigo tê-la pra mim. Meu desafio diário, e isso é bom, é um dos meus motivos de estar viva e gostar de viver.

Um abraço.

O mar me encanta completamente... disse...

Lindo, conciso e de rara beleza poética, me deleito em seus versos tão apaixonantes.
Se deixamos de sonhar... morremos.
Que a brisa do mar, o cheiro de maresia encha sua noite de encanto.

Meu carinho!

AC Rangel disse...

Mariana
Amo os Beatles. Me descobri como gente ouvindo os Beatles. São das melhores lembranças que tenho. E olhe que eu perdoaria com prazer se minha filha tomasse "emprestado" meus CDs deles para ouví-los baixinho.
A poesia é mesmo algo irresistível, Mariana. E mesmo envergonhados, um tanto inseguros, ninguém consegue se afastar dela. Pena que hoje as pessoas têm de ser iguais às outras e se envergonhem de gostar das coisas que não são criadas pela TV.
Como vc diz corretamente, "poesia é algo que nos completa", que nos faz "explodir ao ler cada verso".
Vc está de parabéns e eu adorando sua presença aqui.
Publique uma poesia sua aqui neste espaço. Garanto que vamos adorar descobrir mais uma poeta.
Beijo

Poliana Rios Ramos disse...

É assim que quero viver... Morrer...
Sonhando sempre definitivamente.

beijo....ma

isolano disse...

Acima de tudo, sempre sonhando!

Van disse...

Lindo poema!!!!
Beijucas