terça-feira, 14 de outubro de 2008

Olga Savary


Quero apenas
(Olga Savary)


Além de mim, quero apenas
essa tranquilidade de campos de flores
e este gesto impreciso
recompondo a infância.

Além de mim
- e entre mim e o deserto -
quero apenas silêncio,
cúmplice absoluto do meu verso,
tecendo a teia do vestígio
com cuidado de aranha.

Foto: http://www.parafelicidade.blogspot.com

Um comentário:

Helena C de Araujo disse...

Fantástico poema de Olga, maravilhosa homenagem aos consagrados da literatura! Achei fascinante a idéia da publicação dessas homenagens juntamente com a publicação de tua própria poesia. E parabéns pelo site, está belíssimo! Abraços, Poeta!