segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Rápida passagem



Rápida passagem

de passagem pela vida,
nau perdida,
à deriva em mar raivoso,
noites terríveis,
dias medonhos,
sobrevivi, apesar de tudo...
gesto largo, triunfante,
aprendi a ser
nave errante...

Foto: http://www.mingasmoita.blogspot.com

2 comentários:

Helena C de Araujo disse...

Às vezes nos sentimos mesmo como sobreviventes... Mas há que pensar que os ventos e as marés acabam devolvendo à praia tudo o que está à deriva, no mar... Lindíssimo esse poema!

armalu disse...

esta casquinha de nós, anda num mar em tormenta... tu sabes de um porto de abrigo?