domingo, 2 de novembro de 2008

Esta tal desta saudade


Esta tal desta saudade


E esta tal desta saudade,
que não passa, que maldade,
machucando, torturando.
Tomou conta do meu peito
me deixando deste jeito,
destruido pra valer...

E esta tal desta distância,
ganhou tanta importância,
muito mais que desejei.
E o tempo vai passando,
o coração fica chorando,
destruido pra valer...

Um comentário:

armalu disse...

deixa o tempo passar, todos precisão de ti, e eu mais do que ninguém.