quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Amar demais


Amar demais

Saudades,
quantos já disseram,
instrumento de tortura,
corda fina,
sufocante,
rainha dos maus tratos,
de insuportáveis castigos...

Crime relatado
nos autos:
amar demais!


14 comentários:

manzas disse...

É amigo!

Amar demais faz isso mesmo, até nos faz uivar pelo mundo...

A noite adormecia na madrugada
Onde o silêncio sonegava a neblina…
Os charcos se agasalhavam na manta geada
Onde se espelhava a tua imagem cristalina
( poema, chamar por ti )

Tem um selo feito por mim
Para si, no meu blog…
Um resto de uma boa semana
Materializada em harmonia
Com muita alegria
E claro um bom CARNAVAL
Cheio de muita folia…

O eterno abraço…

-MANZAS-

gabyshiffer disse...

Saudade é mais que uma dor é um castigo pra quem a sente
Já experimentei de várias maneiras e não gosto de sentir mas é inevitável...
Belo post
Boa tarde pra vc
Beijos

Márcia Justiniano disse...

Amar demais, as vezes castigo, as vezes bela transformação...
Agradeço a oportunidade de estar conhecendo o seu espaço.

Abçs

Ariane Rodrigues disse...

Eu já estive no banco dos réus por tê-lo cometido...Ainda pagando a pena. Abraço!

Serena Flor disse...

Amar demais...nossa!
Passando pra avisar que amanhã estarei viajando e assim que voltar venho te ver ok?
Um grande beijo e bom descanso!

PoesiaMGD disse...

Gostei do que aqui li. Deixo um convite:

http://www.escritartes.com/forum/index.php?referredby=3

paula barros disse...

Algumas vezes senti saudades e escrevi, aparecia alguém para me dizer que saudade se sente dos momentos bons. Eu não queria saber, não queria explicação, eu sentia saudade e doia.

Você expressou muito bem.

abraços.

Valéria disse...

Rangel,
Como sempre perfeito no uso das palavras...
Saudades... sinto tantas...
Adorei... simplesmente adorei.
Abraços. Valéria

Cris de Carvalho disse...

ah... e como pagamos caro por nosso crime...

Retribuindo sua visita e aproveitando para parabenizar pelo seu talento.

Beijo.

Toninho Moura disse...

Não sei se existe "amar demais". Existe "amar de menos"?
Se amamos sem sofrer, será que estamos realmente amando?
E se não sentimos saudades, será que o amor é verdadeiro?
Dúvidas de alguém que ama.

Mai disse...

...trabalhei e ainda, na tentativa de prevenir possíveis vitimas de suicídio - o maior dos absurdos do humano.

E lidando com vitimas sobreviventes, pude descobrir que amar demasiado é capacidade para quem já ama a si e, o quanto lhe sobre desse amar, Pode e deve ser espalhado aos amantes e pares e, se sobrar ainda mais, que se espalhe pela humanidade inteira.

Assim, quando li teu poema pensei que, quem ama a si e sabe, porque se ama, amar demais um outro ser, não merece pena alguma.

Não é delito amar, desde que nos amemos o bastante para não morrermos por amor e de amor.

Belo poema.

Abraços,

Mai

paula barros disse...

Oi,

Todos os comentários entram pelo meu e-mail, então leio todos, mesmo os mais antigos. Gostei do seu comentário.

Os seus comentários são assim também?

Dizem que para tudo precisa um limite, talvez até para amar. Se o amar nos sufoco ou sufoca o outro então é preciso cuidado. Assim penso.

abraços, bom período de carnaval.

Avassaladora disse...

Oi!
"instrumento de tortura"...
E que tortura!
Tb sinto saudade...
É tão bom ter vc por la!


Beijo avassalador!

neli araujo disse...

Com certeza, sentir saudades é doído demais!
Linda a maneira como colocaste o sentimento em palavras tão contundentes!

beijinhos,

Neli