sábado, 21 de fevereiro de 2009

Letras (Novamente)


Letras
(Novamente. Porque amo estas letras.)

Guardo os livros cansados
nas enormes prateleiras.
Guardo junto todos os sorrisos
e lágrimas e poesias
que, em mim,
pacientemente plantaram.
Também as flores que
deles brotaram.

E guardo você,
entre tantas palavras
e imagens.


11 comentários:

Mai disse...

E guardamos tantos nós e tantos sós dos nós...

Bem letras e palavras poemando, novamente, o amor.

Carinho,

Mai

AC Rangel disse...

Mai, vc é um anjo.
Obrigado pelo carinho.

neli araujo disse...

Olá, AC Rangel!

Agradeço a visita tão simpática!

Muito lindo seu poema!Muito lindo seu blog e tudo o que há por aqui!

Gostei demais! Parabéns!

Um abraço,

Neli

Adriana disse...

também guardo os livros cansados...adorei essa imagem...

Opuntia disse...

Letras são lentes que nos ajudam a enxergar melhor o mundo.

paula barros disse...

Para um leitor inveterado um lindo e emocionante poema.

Consegui. rsrsr

abraços

ParadoXos disse...

um feliz casamento entre a palavra e a imagem!!

abraços

Sônia Brandão disse...

Junto aos livros que amamos sempre fica guardado um pouco de nós.
Parabéns!
Um abraço.

Lou disse...

Quantos guardados tão bem catalogados com lirismo, meu caro!!
Adorei o poema!

Abraços,
Lou

Compulsão Diária disse...

Novamente e mais uma vez e sempre outra letra nos livros guardados nas prateleiras das retinas essas sim as cansadas porque os livros não se cansam e nem eu das letras que leio aqui pacientemente plantadas
Beleza de jardim Alma Tua

Serena Flor disse...

E quantos livros cansados não guardamos não é mesmo? E em cada um deles um pouco de nós.
Beijos e muitos beijos!