quarta-feira, 27 de maio de 2009

Guerreiro cansado

Guerreiro cansado

Cansado de guerras, cansado de glórias,
de sangue e de todo o prazer que tinha,
o herói, tantas vezes condecorado
apóia a cabeça nas mãos espalmadas,
cotovelos nos joelhos.
Olhos fechados, como sempre foi seu coração,
parece, de repente, estar mentalmente
revendo a vida.
Se pega, surpreso, sem entender bem,
pela primeira vez na longa vida,
lançando dúvidas sobre seus feitos.
Que restou de tantas glórias?
Quais causas, mesmo, defendeu?
Tantos triunfos não deveriam deixar
este gosto amargo na boca, nem
tanta incerteza sobre o brilho das medalhas.
Sente, afinal, o definitivo sabor da derrota.
Derrota de uma vida de guerras,
de uma vida sem sentidos,
de uma vida dedicada ao desamor...


18 comentários:

A garota do copo d'gua disse...

Tanto barulho pra nada...

Vivian disse...

...o que levamos como tesouros,
não são medalhas, condecorações
por guerras vencidas, caminhos
alcançados,
e sim a certeza de que nunca
em tempo algum, recuamos diante
a vida!

sinto-te!

bj

Anne M. Moor disse...

Rangel querido!
Nunca é tarde pra desviar da rota e recomeçar com o coração aberto...

Derrotas só são derrotas se não aprendermos nada com elas...

Beijão

Tetê disse...

aqui, testando minha capacidade de sobrevivência...
forte abraço!
belo poema!

Avassaladora disse...

Rangel, que forte!

Meu amigo, te confesso que as vezes me sinto assim, igual a esse guerreiro...

Sentimento de impotência e e vazio diante de tudo...

Espero que vc não estja se sentindo assim...


Beijos avassaladores!


PS: Aqui tem um ombro... virtual, mas tem!

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

A luta é acordar um dia mais, seguir. Porque cada um é um guerreiro em seu caminho.

Tais Luso de Carvalho disse...

Olá, vim agradecer por seguir meu blog e conhecer o seu; gostei muito. Não achei os seus seguidores... Mas será um espaço que seguirei.

Abraços
tais

Avassaladora disse...

Um guerreiro destemido...rsrs

Assim é que gosto de ver...rsrsrs


Beijos avassaladores!

Sonia Schmorantz disse...

Quantas guerras particulares nessa vida também travamos, e ao final, o motivo não era tanto e a glória se desfaz na solidão.
Um abraço

Anne Lieri disse...

Que bela msg!Prá que tantas medalhas se o que vale é o que temos em nossos corações?Somente isso levaremos conosco!Parabéns pela linda poesia!

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

A glória da amizade não é a mão estendida,
nem o sorriso carinhoso,
nem mesmo a delícia da companhia.
É a inspiração espiritual que vem quando você
descobre que alguém acredita e confia em você.

(Ralph Waldo Emerson)

Visite meu novo blogger
UMA ILHA PARA AMAR
http://eduardopoisl.blogspot.com/

Um grante abraço do amigo Eduardo Poisl

Lu Nogfer disse...

SeuS belíssimos textos sao grandes reflexoes!!E esse, me faz refletir q a guerra faz a vida perder seu sentido!!A paz é tao compensadora!!!

E eu lhe dou mtas medalhas de ouro por ser tao grande poeta!!!

Beijos

Avassaladora disse...

Bom dia!

Nada como acordar com uma Guerreiro batendo a sua porta...rs

Tenha um lindo dia!

E que não tenhas de guerrear tanto para chegar ao fim do dia...

Avassaladora disse...

Fui buscar uma musíca para vc...

Aí está:


Guerreiro Menino (um Homem Também Chora)
Fagner
Composição: Gonzaguinha

Um homem também chora
Menina morena
Também deseja colo
Palavras amenas
Precisa de carinho
Precisa de ternura
Precisa de um abraço
Da própria candura
Guerreiros são pessoas
São fortes, são frágeis
Guerreiros são meninos
No fundo do peito
Precisam de um descanso
Precisam de um remanso
Precisam de um sonho
Que os tornem perfeitos
É triste ver este homem
Guerreiro menino
Com a barra de seu tempo
Por sobre seus ombros
Eu vejo que ele berra
Eu vejo que ele sangra
A dor que traz no peito
Pois ama e ama
Um homem se humilha
Se castram seu sonho
Seu sonho é sua vida
E a vida é trabalho
E sem o seu trabalho
Um homem não tem honra
E sem a sua honra
Se morre, se mata
Não dá pra ser feliz
Não dá pra ser feliz


Nada como uma bela música para encher nossa alma de prazer...


Para melhor apreciar, se vc gostar...

http://www.youtube.com/watch?v=2t7XXneQgtk


Beijos avassaladores!

Christi... disse...

Culpas nos paralisam.
Arrependimentos não!
Pe.Fábio

Li ontem, guardei, e lendo aqui, me fez lembrança.
As guerras cansam, e tudo que é em excesso fadiga.

Beijos

alma disse...

às vezes temos que saber escolher as nossas guerras, destas dependem o valor das glorias conseguidas.

...para dar sentido à vida.

Paula Laranjeira disse...

Tenho um presentinho para vc no meu blog!O Prêmio Blog Dourado. Passe por lá e pegue...: Bjs Paula
http://pesponteando.blogspot.com/

nesse mundo tão moderno!!!! disse...

Então Rangel...
prá que cansar tanto...
chegar onde...