sábado, 30 de maio de 2009

A viajem

A viajem

Voltam as imagens daquela manhã,
céu escuro, dia frio,
o trem quase a partir.
Teus cabelos, amanhecidos,
um tanto revoltos,
teus olhos, embora mudos, a implorar -
não vá!
Ausência de tempo contado,
retorno de dia marcado,
ainda assim,
almas despedaçadas...

Tempos outros, distantes,
ainda me lembro,
era manhã escura e
fazia muito frio!

16 comentários:

gislane disse...

ah os olhos me fascinam...seres mudos que sempre falam....ate melhor que a propria boca...

bjins

Roberto Ney disse...

já me disseram uma vez que a vida é como uma viagem de trem...
A poesia tem o poder de multiplicar os sentimentos contidos em cada palavra.

Para quem ainda não conhece, foi criado um novo espaço chamado “biografias horizontais”. Um espaço aberto e diversificado, com o objetivo de discutir o sexo de forma inteligente e descontraída. Contamos com sua participação e com suas palavras. Falar de sexo não dói, então dispa-se de todos os pudores e escancare para nós suas meias verdades... combinado?
http://biografiashorizontais.blogspot.com/
Grande abraço!

Mahria disse...

"Ausência de tempo contado,
retorno de dia marcado"

Li e fiquei viajando, imaginando o depois... Será se foi o mesmo tempo, se houve retorno?

A poesia me faz viajar.
Me faz viver e sonhar
Amo demais.


Bom Fim de Semana Meu Bem!
Bjinhos

Christi... disse...

Trem me fascina. E suas palavras me prenderam.
Beijos anjo

Chris

Ediane Acunha disse...

Ah, as despedidas...

Obrigada pelo comentário!

Úrsula Avner disse...

Caro autor, poema onde sua sensibilidade e delicadeza poéticas mais uma vez despontam. Obrigada por sua visita e comentário. Um abraço.

Anne M. Moor disse...

"teus olhos, embora mudos, a implorar - não vá!"

Lindo e tbm triste... Já tive olhos a me implorar - que dor!!!!! (Meu pai...)

Triste eu? Estava mas não sou.

Beijos

brasileirinha disse...

GOSTEI BASTANTE, APESAR DE QUE AS MANHÃS ESCURAS NUNCA ME ATRAIRAM E NEM O FRIO.
BOM DOMINGO PARA TI E FAMÍLIA.

Serena Flor disse...

Trem sempre me lembra despedidas e saudades...belo poema!
Um grande beijo meu querido!

O mar me encanta completamente... disse...

Me achei no meio de seus versos...

Beijinho

Glória

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

"Não sou como a abelha saqueadora que vai sugar o mel de uma flor, e depois de outra flor. Sou como o negro escaravelho que se
enclausura no seio de uma única rosa e vive nela até que ela feche as pétalas sobre ele; e abafado neste aperto supremo, morre
entre os braços da flor que elegeu."

( Roger Martin)

Passando para desejar um final de semana com muito amor e carinho.
Abraços do amigo Eduardo Poisl

Cristiano Melo disse...

AC,
toda despedida é um tanto triste, e ela ficou registrada no seu belo poema, com elementos bonitos de visualizar, como os olhos mudos...
Simpelsmente poético.
Parabéns
abraços

celina vasques disse...

belissimo versejar poeta!
Ai! as despedidas...

beijos meus!

gercicristal.blogspot.com disse...

Belo poema fiz uma viagem com ele, que sensibiliadade. Belo domingo e uma linda semana.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Não há melhor alimento para a alma, do que belas e doces recordações.

Belo e profundo.

Abraços,

Furtado.

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Um dia frio me lembra um abraço... Que está longe...
ç.ç

Beijos e borboleteios